SHARE
Foto: Olé

O período de dezembro e janeiro é repleto de especulações e o mercado da bola fica extremamente agitado. Ciente disso, a equipe do Futebol Latino preparou uma lista com 11 jogadores que se destacaram ao longo da temporada e seriam excelentes opções para a sua equipe. Confira a escalação:

Leia Mais: Eduardo Biellegas pode comandar outro clube boliviano em 2017
Mansão de Carlitos Tévez é invadida por ladrões em Buenos Aires

Armani

Foi um dos principais nomes do Atlético Nacional na conquista da Libertadores da América. Em diversos jogos no colombiano e até mesmo na campanha da Copa Sul-Americana, o goleiro salvou a equipe com defesas milagrosas e certamente seria um bom reforço para a meta de qualquer time.

Bocanegra

Na defesa do Atlético Nacional, o lateral-direito foi um dos destaques da equipe que encantou a América do Sul. Além de uma forte chegada ao ataque e um pé calibrado nas cobranças de falta, Bocanegra sabe fechar espaços na defesa e proteger muito bem o lado direito.

Gabriel Achilier

Xerifão do Emelec, o experiente zagueiro de 1,80 de altura e 31 anos é o ponto de equilibro do time equatoriano, que não conseguiu vencer o campeonato local, mas que garantiu uma vaga na Libertadores 2017.

Aguirregaray

Lateral-esquerdo de origem, Matías Aguirregaray foi um dos destaques no miolo de zaga do Estudiantes na temporada. Apesar da altura relativamente baixa para defensor, o brasileiro naturalizado uruguaio é um dos ótimos zagueiros que atuam na América do Sul e a agilidade é um dos pontos fortes no seu futebol.

Frank Fabra

Chegou ao Boca Juniors após se destacar pelo Independiente de Medellín e não sentiu o peso da camisa Xeneize. Veloz pela esquerda, Fabra despertou interesse do futebol europeu e deve deixar o time da La Bombonera em breve.

Ortigoza

Em 2014 ele fez o gol do título da Libertadores do San Lorenzo e é idolatrado pela hinchada argentina. Apesar do porte físico nada atlético, o volante paraguaio cairia bem em qualquer equipe pelo toque de bola e a consciência na hora de sair jogando.

Rodrigo Rojas

Na campanha do Cerro Porteño na Copa Sul-Americana, Rojas foi considerado um dos melhores armadores da competição. Dono de uma dinâmica de jogo invejável, o meia de 28 anos seria uma ótima opção para qualquer time do continente.

Bounanotte

Revelado pelo River Plate e depois de uma passagem apagada pelo futebol europeu, o meia argentino se reencontrou na Universidad Católica. Nesta temporada, ele foi um dos destaques do time chileno e mostrou futebol de gente grande.

Cecílio Domínguez

Polêmico fora de campo, o meia-atacante se destacou no Cerro Porteño na Copa Sul-Americana. Ele já foi cogitado pelo Grêmio, mas o time brasileiro achou o passe do jogador muito caro.

Nicolás Blandi

Revelado pelo Boca Juniors, o atacante brilhou com a camisa do San Lorenzo neste ano. Em 39 jogos, Blandi marcou 22 gols e se tornou referência da equipe que garantiu vaga na Libertadores 2017.

Estebán Paredes

Experiente e com faro de gol. O atacante do Colo-Colo teve mais um ano repleto de gols importantes e foi um dos principais jogadores na conquista da Copa Chile.