mexico-vence-classico-contra-estados-unidos-de-maneira-acachapantemexico-vence-classico-contra-estados-unidos-de-maneira-acachapante
Foto: Divulgação/Seleção Nacional Masculina dos Estados Unidos

No MetLife Stadium, em Nova Jersey, o México venceu com autoridade o seu rival Estados Unidos pelo placar de 3 a 0.

Leia mais: Brasil e Colômbia empatam na cidade de Miami em amistoso
Sem clube, Chiqui Arce negocia para assumir o Nacional-PAR

O próximo jogo do México é contra a Argentina. Os Estados Unidos enfrentam o Uruguai. Ambas as partidas serão disputadas no dia 10 de setembro.

O jogo

Os primeiros dez minutos do clássico da América Norte começou bastante truncado, o que dificultava a vida dos jogadores que tinham a obrigação de criar. Como estava difícil entrar na área, os americanos resolveram arriscar de fora da área, o que obrigou Orozco a trabalhar.

O lance de perigo acordou os mexicanos, que responderam em grande estilo. Corona fez uma jogada brilhante pelo lado direito e cruzou, Chicharito cabeceou de forma fulminante e inaugurou o marcador: 1 a 0.

Os mexicanos cresceram na partida e com o contra-ataque a favor, por pouco não ampliaram o placar. Corona teve a chance, mas finalizou por cima do gol.
A seleção dos Estados Unidos sentiu o gol e quase não conseguia criar, a não ser quando a bola chegava aos pés de Pulisic. Foi dele uma grande jogada quase no fim da primeira etapa, mas Morales finalizou mal.

O segundo tempo teve poucas mudanças no panorama da partida. Os Estados Unidos continuavam com bloqueio criativo. Já os Mexicanos tocavam a bola e apostavam em seu veloz contra-ataque para ampliar o placar.

E a aposta do México funcionou já quase no final do jogo. Em passe de Herrera, Gutierrez bateu de fora da área e marcou o segundo: 2 a 0.

Antes mesmo dos Americanos digerirem o gol de número dois, o México foi lá e marcou o terceiro. Lozano arrancou do meio-campo e passou para Antuna ampliar: 3 a 0.
O time dos Estados Unidos ainda teve a chance de diminuir em penalidade máxima, mas Orozco defendeu a cobrança de Sargent. Placar final: 3 a 0 México.