miguel-layun-da-longa-entrevista-sobre-descoberta-e-cura-cancer-Futebol-Latino-09-09
Foto: AFP

O lateral-esquerdo Miguel Layún, do Monterrey, superou em 2019 uma batalha que ultrapassa os limites das quatro linhas ao se curar do quadro de câncer nos rim diagnosticado no último mês de junho.

Leia mais: Brasil e Peru reeditam final da Copa América em Los Angeles
Ídolo do Cruzeiro, Sorín ganha apelido inusitado em despedida de Guiñazú

Em extensa entrevista dada ao jornal argentino Primera Plana, o atleta com larga passagem pelo futebol europeu e também destacadas atuações na seleção mexicana revelou que a descoberta da enfermidade veio de maneira totalmente surpreendente e sem a apresentação de sintomas aparentes:

“Foi algo raro porque eu não tinha nenhum sintoma. De fato, os exames de sangue não apontavam nada. Era um check-up geral que quis fazer com minha mulher porque ela, normalmente, não se submete a avaliações médicas. Estamos muito expostos a muitas enfermidades e eu pedi a ela que fosse, mas ela não estava muito voluntariosa. Então, eu propus acompanhá-la e fazer também. No fim, o diagnosticado fui eu. Quando me deram a notícia foi um balde de água fria. No começo se falava de um cisto complexo; mas, uma semana depois, me disseram que se tratava de um tumor.”

Além de explicar que somente a cirurgia para retirada do tumor foi o suficiente para seu tratamento pelo fato do mesmo ainda estar “encapsulado” na região, sem ter se alastrado, o atleta de 31 anos de idade mencionou a importância de sua esposa, Ana Laura Galván, no processo de recuperação.

“Minha mulher foi a primeira pessoa que eu disse. Pro restante da família eu só disse algumas horas ou mesmo dias antes de entrar para a sala de cirurgia, não quis preocupá-los. Minha mulher, em todo momento, foi um pilar importante, não tenho como agradecer o respaldo e a força que ela me transmite”, disse Layún em momento onde se emocionou.

Além de informar que esse tipo de problema o fez olhar com outros olhos para a  vida no sentido da valorização da vida e dos momentos com as pessoas que ama além das conquistas diárias, o jogador informou que seguirá apoiando iniciativas de combate ao câncer através de seu investimento no mundo dos negócios:

“Falei com os meus sócios da marca de café que temos no México (Café 19) e decidimos doar uma porcentagem das vendas a alguma fundação, como a de mulheres com câncer de mama.”