Foto: Divulgação

No estádio Polideportivo de Cachamay, o Mineros de Guayana derrotou o Sol de América por 1 a 0. Com o placar, o time venezuelano joga por um empate. Já o clube paraguaio tenta um triunfo por dois gols para avançar. Se devolver o placar da ida, a vaga na segunda fase será decidida nos pênaltis.

Leia Mais: Em busca do Tri, Independiente abre a participação na Sul-Americana diante do Binacional
Diretor do Defensa y Justicia fala sobre campanha do clube e continuidade do treinador

O duelo da volta acontece no dia 1º de maio, no estádio Luis Alfonso Giagni, na cidade de Assunção.

O Confronto

Diante do forte calor na Venezuela, as duas equipes pouco apresentaram na etapa inicial. A disputa no meio-campo era forte e as defesas levavam a melhor no duelo contra os ataques.

Um pouco mais ousado nas descidas, o Sol de América criou as duas melhores chances. A primeira veio no contra-ataque. Franco avançou pela intermediária, invadiu a área sem marcação e carimbou a trave. Na segunda, Jourdan acertou um belo chute e deu trabalho ao goleiro Romero.

No segundo tempo o Mineros resolveu sair um pouco mais para o ataque. Apoiado pela torcida, o time da casa tentava pressionar os paraguaios, mas cedia espaços. Em uma das falhas na marcação, Villagra recebeu livre na grande área e o chute cruzado triscou o poste venezuelano.

Quando acertou o ataque o time vinotinto foi mortal. Após chamar o marcador para dançar, Camargo levantou na cabeça de Cuero, que testou para o fundo das redes.

O gol obrigou o Sol de América a buscar o ataque, porém o ritmo era abaixo do esperado e o goleiro Romero pouco foi incomodado.

Nos acréscimos, o Mineros teve a grande chance de ampliar o marcador. Após lançamento no campo ofensivo, o goleiro paraguaio errou na saída e Ortiz, sem ninguém para o impedir de anotar o gol, chutou a bola para fora.