COMPARTILHAR
Montevideo-Wanderers-Olimpia-Copa-Libertadores-Futebol-Latino-22-01
Foto: Arte Futebol Latino

Os primeiros minutos, apesar da boa disciplina tática mostrada pelo Wanderers, logo deixaram claro que o Olimpia não se intimidaria com o fator casa e tentaria impor sua teórica superioridade técnica.

Leia mais: Apresentado no Bahia, Kayke comenta: “Espero fazer uma ótima temporada”
Clube colombiano anuncia Omar Pérez como reforço para 2018

Os primeiros minutos, apesar da boa disciplina tática mostrada pelo Wanderers, logo deixaram claro que o Olimpia não se intimidaria com o fator casa e tentaria impor sua teórica superioridade técnica.

A troca de passes era até eficiente, mas apenas em cruzamento que encontrou a cabeça de Brian Montenegro, a bola levou algum tipo de perigo a meta de Martín Rodríguez. Por outro lado, mesmo sem ser tão ofensivo, os Bohemios não se limitavam a se defender, tentando tocar sempre mais verticalmente para explorar a velocidade do ataque.

No momento mais perigoso do primeiro tempo, aos 25 minutos, o Montevideo arriscou de fora da área e viu Alfredo Aguilar fazer uma grande defesa. No rebote, Sergio Blanco chutou com igual violência e viu a bola carimbar a trave direita do arco paraguaio.

Mesmo seguindo com melhor e mais qualificada troca de passes, o Decano não conseguia ser tão agudo quanto gostaria nas finalizações mais “limpas” a meta adversária. Somente nos tiros de fora o Olimpia chegou a levar algum perigo, mas as defesas de Rodríguez resolveram o problema.

Se na etapa inicial quem teve a posse foram os visitantes, no começo do segundo tempo a fórmula se inverteu proporcionalmente. Enquanto o Wanderers teve mais a posse de bola, o Olimpia foi quem chegou primeiro de maneira mais aguda aos 14 minutos.

Depois de jogada armada em velocidade, o lateral-direito Sergio Otálvaro arriscou próximo a meia-lua e acertou com força o travessão de Martín Rodríguez. O time do Paraguai chegou até mesmo a balançar as redes aos 11 minutos, mas o impedimento já estava marcado pela arbitragem capitaneada pelo árbitro brasileiro Anderson Daronco.

A entrada do veterano Roque Santa Cruz ajudou o Olimpia a se animar e criou outra grande oportunidade que, depois do chute forte vindo da grande área, teve em Camacho uma grande oportunidade de abrir a contagem. Mas, em cima da linha, o zagueiro Paulo Lima salvou os anfitriões.

Tendo claramente uma queda do aspecto físico, os Bohemios tinham dificuldades para voltar a eficiência dos primeiros 45 minutos. Com isso, a partida ficou a mercê da inspiração do Olimpia que, apesar de superior a demonstrada no início do jogo, não foi suficiente para marcar.