COMPARTILHE
Foto: Reprodução/Site El Universo

Em meio a um período de muitas especulações a respeito do futuro que poderia ter em sua carreira treinando o Peñarol, um fato triste se abateu sobre a vida do atual técnico do Barcelona de Guaiaquil, Guillermo Almada.

Leia mais: Ídolo peruano, Cubillas afirma: “Com Carrillo no ataque podemos garantir uma vaga no Mundial”
Três brasileiros e um argentino podem deixar o Milan em 2017

Depois de ter retornado do Uruguai, sua terra natal, após uma visita especial para a sua mãe que estava bastante debilitada de saúde, na manhã de ontem (11) veio a informação que nem Almada nem ninguém gostaria de ouvir a respeito do falecimento de dona María Elisa Alves.

As informações da imprensa equatoriana deram conta de que, no momento do ocorrido, Guillermo estava treinando a sua equipe no gramado do Monumental Banco Pichincha em preparação para o jogo da próxima quarta-feira (16) diante do El Nacional.

A rede social oficial do clube guaiaquilenho postou uma imagem de luto em homenagem a dona María Elisa com os seguintes dizeres: “Diretores, plantel, o pessoal do clube e toda a família barcelonista se solidariza com o professor Guillermo Almada pelo sensível falecimento da senhora sua mãe, María Elisa Alves.”

De acordo ainda com o que circula no país, o treinador não deve retornar a Montevidéu para o sepultamento, que não teve o horário nem local divulgados.

  • Solid Ferreira

    Nada contra a pessoa que faleceu, pelo contrário que esteja em paz e na luz, mas é necessário dizer: Nada a ver essa notícia. O que tem haver a mãe de um técnico de um time que mal é conhecido no Brasil.