union-espanola-x-mushuc-runa-Sul-Americana-Futebol-Latino-19-03
Foto: Divulgação/Conmebol

A comunidade indígena equatoriana responsável por fundar o Mushuc Runa certamente está em festa, mas com o gosto de que poderia ter resistido mais como vistante frente a Unión Española em sua primeira atuação em torneios continentais.

Leia mais: Surpresas em seus países, Independiente e La Equidad medem forças no Paraguai
Unión Santa Fe e Del Valle buscam o brilho no cenário Sul-Americano

Isso porque, jogando fora de casa em partida válida pela primeira fase da Copa Sul-Americana, a equipe sustentou o 1 a 0 conseguido na base do contra-ataque, mas sofreu a igualdade já aos 44 minutos do tempo complementar.

Leia mais: Messi deixa treino da seleção argentina mais cedo
Jorge Wilstermann vai processar Blooming após insultos racistas contra jogador brasileiro

Primeiro tempo

Apesar dos Hispanos encontrarem mais dificuldades do que os visitantes dentro dos primeiros minutos para assumir o controle da partida, o primeiro bom chute foi dado pelos anfitriões. Limpando bem a marcação, Mauro Caballero bateu forte e exigiu uma complicada defesa de Bernardo Medina aos oito minutos.

A marcação equatoriana se mostrava bastante disciplinada, fechando os espaços principalmente quando o Unión passava da linha do meio-campo.

Sem deixar, inclusive, de também trabalhar a bola mais à frente, buscando essencialmente as jogadas pelo lado esquerdo tentando aproveitar as subidas do lateral-direito Byron Mina.

Os esforços dos Rojos de Santa Laura se esforçavam para encontrar melhores alternativas e até passaram a arriscar mais com chutes de média e longa distância. Todavia, não houveram mais finalizações que realmente colocassem em dificuldade o arqueiro Medina.

Segundo tempo

A volta de intervalo dos chilenos foi de maneira bastante enérgica, chegando em pelo menos quatro lances de real chance para marcar. Contudo, em todas elas Bernardo Medina fez muito bem o seu papel com direito a uma intervenção espetacular em outra finalização potente de Caballero.

O ritmo de jogo era totalmente diferente já que, antes com alguma possibilidade de ataque, na etapa complementar o Mushuc praticamente não conseguia passar da linha intermediária. Enquanto isso, Medina ia segurando como podia o 0 a 0 no marcador.

Em meio a esse cenário de total desvantagem, na primeira estocada dos equatorianos mais aguda depois do intervalo, o Runa capitalizou. Após lançamento vindo do lado esquerdo do ataque, Álex George cruzou na medida para Esteban Rivas aguardar o melhor momento e bater na saída de Diego Sánchez.

Como não poderia deixar de ser, os Hispanos até tentaram permanecer “em cima” do oponente na busca pela igualdade, mas era nítido que o tento sofrido abalou os chilenos.

Mesmo assim, o time de Francisco Díaz reuniu forças e, aos 44, marcou em cobrança de escanteio onde David Llanos testou firme para finalmente vencer Medina.