COMPARTILHE
na-minha-epoca-futebol-era-lento-melhor-jogado-Futebol-Latino-17-08
Foto: Reprodução/El Comercio

O hoje ex-jogador Adrián Czornomaz foi entrevistado pelo veículo esportivo do Peru Todo Sport e demonstrou opiniões firmes com relação a assuntos que, para determinados profissionais no mundo da bola, são tratados com mais cautela.

Leia mais: Luis Suárez está fora dos próximos duelos do Uruguai pelas Eliminatórias
Lucas Barrios decide e Grêmio abre vantagem em cima do Cruzeiro

Quando questionado a respeito do que tinha mais lembrança em suas passagens por Universitario e Sporting Cristal entre os anos de 1996 e 1997, Adrián não titubeou ao falar da qualidade superior a existente na atualidade:

“Diferenciando-se do futebol atual na minha época com La U e no Cristal, o futebol era um pouco mais lento e melhor jogado. Haviam jogadores que deleitavam a gente. O que eu mais me recordo era o carinho dos torcedores da U nas ruas, me pediam autógrafos. No Cristal fiquei menos tempo, mas fico com o fato de ter chegado longe na Libertadores e faz muito tempo que um clube peruano não consegue isso.”

O ex-jogador hoje com 49 anos de idade fazia parte do elenco dirigido pelo uruguaio Sergio Markarián no vice-campeonato do Sporting Cristal em 97 pela Liberta, perdendo a decisão para o Cruzeiro.

Outro ponto comentado por Adrián Czornomaz foi a questão de como se estruturam as categorias de base no futebol andino. Algo que, em sua visão, ainda é um trabalho inicial:

“O futebol argentino é muito superior ao peruano porque faz muito tempo que se vem trabalhando isso. Creio que esse é o primeiro ano que o futebol peruano tem sub-15 e sub-17 e também faz pouco tempo que montaram um time reserva em cada equipe. Creio que passa por aí, é questão de dar forma, o projeto que se tem é bom, o trabalho vai evoluindo e temos que esperar os resultados, o que leva tempo.”