COMPARTILHAR
Cerro-Porteño-Defensor-Copa-Libertadores-Futebol-Latino-13-03
Foto: Arte Futebol Latino

Em Assunção, o Cerro Porteño enfrentou o Defensor no estádio Nueva Olla e venceu por 2 a 1 com um gol nos acréscimos. Destaque para Diego Churín, que marcou os dois gols do Ciclón.

Leia Mais: Eficiente na estatégia, Libertad ganha do Tucumán na Argentina

Na próxima rodada, o Cerro recebe o Grêmio de Renato Gaúcho e Luan. Já o Defensor mede forças com o Monagas, em Montevidéu.

O jogo

O primeiro tempo foi todo do Cerro Porteño. Desde o início, o time paraguaio pressionava com a bola aérea e chutes da intermediária.

Aos 9 minutos o gol paraguaio. Após levantamento da esquerda, Diego Churín cabeceou e mandou para o fundo das redes, 1 a 0.

A partir do tento marcado, o Ciclón apertou no campo ofensivo e teve a chance mais clara em contra-ataque que encerrou com a finalização de Oviedo. O camisa 7 bateu com efeito e a bola carimbou o travessão de Reyes.

Segundo Tempo

Logo no primeiro minuto, o Defensor empatou. Após bola espirrada na grande área, Mathías Suárez deixou o marcador no chão e tocou para Carlos Benavídez. O meia bateu colocado e venceu Anthony Silva, 1 a 1.

O Cerro sentiu o gol sofrido e não conseguia reagir. O volume no ataque era muito fraco e o Defensor não tinha o menor problema em impedir os avanços.

Na reta final, o Ciclón voltou a apertar e criou boa chance na casa dos 37 minutos. Oviedo recebeu na entrada da área e tocou para Rojas. O capitão ficou em boa condição na grande área, mas pegou muito mal e mandou nas arquibancadas.

Nos acréscimos, o time da casa conseguiu o gol. Em cruzamento, a zaga do Defensor parou e Diego Churín entrou, sem marcação e impedido, para definir a vitória, 2 a 1.