COMPARTILHAR
nicolas-leoz-tem-apelacao-negada-sobre-extradicao-aos-eua-Futebol-Latino-10-05
Foto: Norberto Duarte/AFP

Na última terça-feira (8), a justiça do Paraguai negou a apelação feita pela defesa do ex-presidente da Conmebol, Nicolás Leoz, para que fosse impedida a sua extradição para os Estados Unidos. O ex-dirigente está envolvido nas investigações do esquema de corrupção no futebol mundialmente conhecido como FIFAGate.

Leia mais: No Emelec, atletas se mobilizam para dissuadir Alfredo Arias
Mauricio Santos: “Sonho em reescrever a minha história no Palmeiras”

A decisão de acatar o pedido da justiça norte-americana já havia sido expedida no mês de novembro do ano passado através do juiz Humberto Otazú, mas, até o momento, Leoz aguardava o julgamento do recurso cumprindo prisão domiciliar em Assunção.

Mesmo com a derrota no aspecto jurídico nessa semana, ainda existe a possibilidade do mesmo não ser extraditado, já que o recurso foi negado especificamente pelo Tribunal de Apelações.

O dirigente de 89 anos de idade que ficou por quase três décadas a frente da entidade máxima do futebol na América do Sul tem ainda a Corte Suprema de Justiça do Paraguai como alternativa de ter seu quadro revertido.