SHARE

A panela de pressão do Náutico explodiu após a derrota para o ABC na noite da última sexta-feira. Incomodado com a pressão da torcida, o atacante William, um dos líderes do elenco, culpou a diretoria antiga que largou o clube no meio do campeonato.

Leia Mais: “Já teve jogador que pediu para ficar fora”, dispara técnico do CRB
ABC é condenado a pagar R$ 120 mil a ex-jogador em ação trabalhista

“A gente tem tentado de todas as maneiras. A equipe não tem se escondido. A equipe não tem desistido em momento algum. O torcedor está cobrando hoje, mas por que o torcedor não vai cobrar a diretoria que abandonou? Por que o torcedor não cobra a diretoria que abandonou o time? Quando eu cheguei aqui, estava a 14 pontos (de sair da zona de rebaixamento) e a diretoria foi embora. Eram mais de 40 jogadores. Eram mais de três elencos que passaram aqui”, disse.

Outro fato que deixou William chateado foi a invasão do torcedor no campo do Lacerdão. Na visão do atleta, o fã não tinha o direito de cobrar raça dos jogadores.

“O cara entrou em campo e botou o dedo na minha cara para cobrar raça. Parece que nós estamos aqui de sacanagem. Ninguém está aqui de sacanagem. A gente está aqui para ajudar o Náutico”, esbravejou.

Na vice-lanterna da Série B, o Timbu precisa vencer seis dos últimos sete jogos para evitar o rebaixamento.