Reprodução: CDF

*Por Juliano Rangel

A vitória do Curicó Unido sobre a Universidad de Concepción por 4 a 2 na abertura da 17ª rodada do Campeonato Chileno, na noite da última sexta-feira (09), também contou com uma acusação de racismo que foi revelada após o apito final.

Leia mais: Ex-Boca, meio-campo da seleção colombiana pode retornar ao futebol argentino

Jefferson Farfán denuncia comediante peruano por racismo

Em entrevista depois do duelo, o defensor do uruguaio do Concepción, Alexis Rolín, acusou o árbitro, Francisco Gilabert, de lhe proferir insultos racistas ao longo da partida. Bastante irritado com a situação, o jogador foi enfático ao comentar o episódio. “Estou olhando para o rosto dele e ele disse preto feio, é um atrevido de merda”, disparou o defensor. Confira o relato:

Rapidamente, após o relato, nas redes sociais, o Sindicato de Futebolistas Profissionais (SIFUP) declarou apoio ao jogador. “Exigimos que a Associação Nacional de Futebol Profissional (ANFP) e o comitê de árbitros investigue a denúncia do nosso companheiro Rolin. Grave falta do juiz ao espírito e a luta contra o racismo a discriminação impulsionada pela FIFA”, publicou a entidade.

Da mesma forma, a ANFP comunicou que “investigará a denúncia formulada por Alexis Rolín”. No comunicado, a instituição também reitera seu o absoluto compromisso contra todo tipo de discriminação no futebol local.