Foto: Divulgação/River Plate

*Por Vinicius Fernandes

Com muito sofrimento, o River Plate passou às oitavas de final da Copa Argentina, ao superar nos pênaltis o Gimnasia de Mendoza, após empate por 1 a 1, na noite da última terça-feira (16), no Estadio Único del Parque La Pedrera, em Villa Mercedes, Província de San Luis).

Leia mais: Dois gigantes da Europa travam duelo para contratar jovem sul-americano; Confira
Ex-Chelsea revela a vontade de atuar em gigante da América do Sul

O time millonario começou bem a partida única da segunda fase do torneio nacional, com a habitual pressão sobre o adversário em seu próprio campo, mas aos poucos foi perdendo a intensidade, mesmo sempre tendo a posse de bola. Com isso não levou perigo ao goleiro Tomás Marchiori, exceto em um arremate de Julián Alvarez, em que a bola foi cortada em cima da linha, de cabeça, por Leandro Aguirre. Para piorar Leonardo Ponzio saiu lesionado com apenas 17 minutos.

No segundo tempo, aos 13 minutos, pênalti claro cometido por Fabrizio Angeleri, que puxou Santiago López dentro da área. Ignacio Morales foi para a cobrança, mas Germán Lux, com o pé, e o travessão evitaram o gol do Lobo. Aos 21, o River encontrou seu gol, em cabeçada de Exequiel Palacios, que desviu um chute de Benjamín Rollheiser, porém a reação foi imediata. Aos 25, apareceu Renzo Vera para aproveitar escanteio fechado cobrado por Lucas Carrizo e mandar de cabeça para as redes, levando a definição do classificado para as penalidades máximas.

Leandro Aguirre, Ignacio Fernández, Brian Zabaleta, Nicolás de la Cruz, Tadeo Marchiori  e Cristian Ferreira converteram; Brian Andrada mandou no travessão. Rafael Borré, Lucas Carrizo e Benjamín Rollheiser não falharam e o River levou a melhor por 5 a 4.

Agora, nas oitavas, o River Plate terá como adversário, novamente em jogo único, o Godoy Cruz, ainda sem data, local e hora definidos.