SHARE
Getty

*Alex Dias de Souza

O atacante colombiano Radamel Falcao García, viveu sua melhor fase na Europa vestindo a camisa do Atlético de Madrid, no clube espanhol viveu um dos grandes momentos da carreira.

Leia mais: Falcão Garcia parabeniza Ernesto Farías pelo acesso

“Falcão García merecia mais uma chance”, afirma David Ospina

Ao todo, ele balançou as redes 70 vezes em 91 partidas pela equipe espanhola e saiu do clube como ídolo e campeão da Supercopa Europeia, Liga Europa e Copa do Rei.

As passagens apagadas do jogador pelos gigantes ingleses Chelsea e Manchester United, fizeram com que ele retornasse ao Monaco. Mesmo assim, o jogador não esqueceu o Atlético de Madrid e falou sobre a sua saída do clube.

Em entrevista ao jornal As, o atacante colombiano afirmou que nunca foi procurado pela diretoria do clube espanhol para seguir no clube.

“Ninguém nunca me procurou, a impressão que me deu é a de que necessitavam vender seus principais jogadores. Nós entendemos a situação econômica do clube. O Monaco me abriu as portas e eu estou muito contente aqui”, afirmou.

Falcao ainda defendeu o seu companheiro de seleção James Rodríguez.

“Quando um jogador deixa de jogar, ele fica infeliz. É normal. Isso passa. Acontece com qualquer um. Já aconteceu comigo, mas passou”, disse Falcao.

O colombiano comentou o  momento atual do Monaco, e sobre a sua situação contratual no clube francês.

“Aqui nós somos reconhecidos, os jogadores de futebol não são cobrados e nem incomodados. A equipe está bem, o objetivo é chegar o mais longe possível. Nossa meta é a Liga dos Campeões, no nosso campeonato os favoritos são sempre os mesmos. Tenho contrato até julho de 2018, pretendo seguir no clube e depois vou ver o que é melhor para mim”, encerrou.

SHARE

A redação do site pioneiro em informações detalhadas a respeito do futebol na América Latina trabalha sempre para unir qualidade e dinamismo a um conceito moderno de jornalismo esportivo.