Foto: Eduardo Villegas

A uma semana da estreia na Copa América, a Bolívia ajusta os últimos detalhes para encarar o Brasil e observa atentamente os passos do adversário, que teve uma semana tumultuada dentro de fora de campo devido a Neymar, cortado após lesão.

Leia Mais: Ucrânia esbanja eficiência e elimina a Colômbia no Mundial Sub-20
Brasil faz último amistoso antes da Copa América contra Honduras

Apesar da baixa de peso na Seleção Brasileira, o técnico Eduardo Villegas continua com o sinal de alerta ligado, já que na visão do comandante, o time de Tite é muito forte no conjunto.

“O Brasil nos preocupa com ou sem o Neymar. Nós temos a consciência que o rival tem um grande conjunto, que faz pressão no campo de ataque e consegue a recomposição defensiva como poucas equipes”, afirmou na coletiva.

Nesta sexta-feira, a Bolívia faz um amistoso com a Portuguesa, mas a imprensa não terá acesso a atividade.

Após encarar o Brasil na estreia, a Bolívia mede forças com o Peru e encerra a fase de grupos diante da Venezuela.