o-capitulo-final-confira-as-disputas-em-aberto-no-sul-americano-sub-20-Futebol-Latino-09-02
Foto: Divulgação/Conmebol

O Sul-Americano Sub-20 chegou a sua última rodada. Seis equipes brigam por quatro vagas no Mundial Sub-20, três postos nos Jogos Pan-Americanos de Lima e, obviamente, a glória máxima do título.

Leia mais: Nacional anuncia chegada de atacante para temporada
Técnico do Boca Juniors explica o motivo de sacar Carlitos Tevez

Quem está mais próxima nesse momento do último aspecto citado é a Argentina. Com nove pontos ganhos, na liderança do hexagonal e já com lugar cativo no Mundial e no Pan, a Albiceleste depende unicamente das suas forças para, com uma vitória por qualquer marcador no Superclássico contra o Brasil, se sagrar campeã do torneio pela sexta vez na história.

Logo atrás na tabela vem Uruguai e Equador, nessa ordem, ambos com sete pontos. Contudo, com a Celeste tendo seis gols marcados contra três feitos pela Tri. Essa pequena vantagem de saldo pode ser definitiva pensando até mesmo em título já que, caso vença até por dois gols a menos de vantagem que uma possível vitória equatoriana e a Argentina perca para o Brasil, os uruguaios levam a taça.

Já na metade de baixo da classificação não existe nenhuma chance matemática de título para Colômbia e Venezuela (ambas com quatro pontos) e muito menos para a Seleção Brasileira, lanterna da fase final com apenas duas unidades conquistadas em 12 disputadas.

Quem inicialmente leva vantagem na briga desse trio são os colombianos pelo melhor saldo (saldo 0 contra -3 da Venezuela). Logo, os cafeteros tem a premissa de vencer por saldo até dois gols a menos do que os venezuelanos que, mesmo assim, terminariam com uma vaga ao menos no Mundial da categoria que acontecerá na Polônia de 23 de maio à 15 de junho.

A equipe que chega no cenário mais complicado para o último compromisso é o Brasil, necessitando de uma combinação de resultados envolvendo os outros dois jogos. Para a Seleção ficar pelo menos na quarta posição, Colômbia e Venezuela não podem vencer Uruguai e Equador, respectivamente.

Em caso de empate da Colômbia, pelo saldo superior, o Brasil teria de vencer por três gols de diferença para ultrapassar no primeiro critério de desempate. Já a Venezuela, por ter saldo igual a Amarelinha, com um triunfo brasileiro simples já basta para ultrapassar os comandados de Rafael Dudamel.

Confira as partidas da última rodada do Sul-Americano Sub-20:

Colômbia x Uruguai – 18h30

Venezuela x Equador – 20h50

Brasil x Argentina – 23h10