SHARE
Foto: Mexsport

*Por Rodrigo Sturaro

O goleiro, Guillermo Ochoa, afirmou que a seleção mexicana vive um momento complicado do ponto de vista psicológico ainda por conta da goleada sofrida na Copa América do Centenário diante do Chile.

Leia mais: Falcao García merecia mais uma chance”, afirma David Ospina

Martín Palermo faz aniversário e recebe homenagem do Boca Juniors

Naquela ocasião, o time do técnico Juan Carlos Osorio foi impiedosamente vencido por 7 a 0 e a pressão da torcida e mídia mexicana aumentou bastante, a ponto de muitos pediram a demissão do treinador colombiano.

“No México não é fácil manter um projeto. É muito complicado que se consiga ter continuidade, sobretudo porque falta calma com a seleção, onde o tempo de preparação para os jogos são muito curtos. A mídia do nosso país é muito critica”, disse Ochoa, que também falou sobre o ambiente entre os jogadores.

“Nós jogadores estamos tranquilos, mas reconhecemos que a atual situação é um pouco tensa depois de tudo que vivemos na Copa América do Centenário. Na nossa cabeça sabemos que agora a história é outra. Devemos estar tranquilos porque nesta Eliminatória o México está caminhando a passos firmes e queremos que continue assim”.

O próximo adversário do México será o seu tradicional rival Estados Unidos, na sexta (11), às 22h45. Ochoa reconhece que será um confronto difícil, mas acredita em um bom resultado mesmo fora de casa.

“Historicamente sempre é uma partida complicada. Jogar como visitante neste hexagonal tem sido bem complicado e será ainda mais diante de um rival como os Estados Unidos, que tem um bom nível e bons jogadores. Tomara que possamos entrar com o pé direito”, concluiu Ochoa.