COMPARTILHAR
Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira, a UEFA sorteou as semifinais da Champions League e definiu que o poderoso Real Madrid encara o Bayer de Munique e o Liverpool mede forças com a surpreendente Roma.

Leia Mais: Começa neste fim de semana a maior festa do futebol brasileiro
Em processo trabalhista, Olimpia consegue minimizar prejuízo financeiro

É claro que, entre os quatro finalistas, Real Madrid e Bayern despontam como os principais favoritos por terem mais time, elenco e principalmente poder de investimento em relação aos outros dois rivais.

Enquanto todos ficam na expectativa para saber quem fica com a “orelhuda”, a América do Sul apenas observa a disputa entre os gigantes e fica na torcida para que Roma ou Liverpool fiquem com a taça.

Não podemos menosprezar as histórias do Liverpool, (Segundo maior campeão da Inglaterra e cinco vezes ganhador da Champions) e Roma (Um dos times mais tradicionais da Europa e gigante em território italiano), porém, ficaria mais “fácil” derrotar um dos dois no Mundial de Clubes, em dezembro.

Sim, com o título europeu, as duas equipes poderiam se fortalecer no mercado de transferências através de bons jogadores, mas já pensaram nas perdas? Será que a Roma consegue manter Dzeko, Alisson e Cia? O Liverpool conseguiria manter Mané, Firmino e Salah?

No futebol tudo é possível. Pode ser que, dando a lógica e Real ou Bayern fiquem com o título, um time da América do Sul surpreenda, faça o jogo da vida e leve o troféu. Mas convenhamos que ficaria bem “viável” recuperar o título do Mundial se o adversário fosse italiano ou inglês.