Na tarde/noite do último domingo, o River Plate foi até a La Bombonera para encarar o Boca Juniors, maior rival e que vinha embalado com a vitória na Libertadores durante a semana. Jogar no território Xeneize nunca é fácil e o temor por um resultado negativo existia na torcida.

Leia Mais: Presidente do Real Madrid é categórico sobre partida nos EUA
Segunda-feira decisiva para a liderança da Superliga Argentina

Outro ponto que deixava a hinchada Millonaria preocupada era o desempenho na Superliga Argentina. Nos cinco jogos anteriores, o River venceu apenas um jogo e empatou os outros quatro.

Pois bem, quando a bola rolou, o que se viu foi uma equipe agressiva, que tinha respeito pelo rival e a sua fanática torcida, mas que crescia no momento certo e no bom futebol apresentado iria abrir o placar antes dos 15 minutos de maneira incontestável.

Como era de se esperar, o Boca Juniors pressionou, mas nada que tirasse a paz do River Plate. Quando a defesa não funcionava, Franco Armani, atualmente o melhor goleiro da América do Sul, estava lá para salvar.

No fim, Ignacio Scocco acertou um lindo chute da entrada da grande área e venceu Rossi para decretar uma vitória incontestável na La Bombonera.

Vale lembrar, que durante a semana o time de Marcelo Gallardo foi até Avellaneda e fez um dos melhores duelos do torneio diante do Independiente. Seguro na defesa, o time até sofreu com algumas investidas do Rojo, mas também deu trabalho ao goleiro Campaña.

A verdade é que o River Plate é uma das equipes mais maduras do continente. Na defesa, Armani vive uma fase espetacular. No meio de campo, Pity Marínez esbanja categoria e dita o ritmo do time. No ataque, Lucas Pratto é o que tem mais nome, porém, o ‘Urso’ continua hibernando ao longo dos jogos e Santos Borré ganha espaço. Por fim, no banco de reservas Marcelo Gallardo dispensa comentários. Implementou uma filosofia ofensiva, diferente do que se pratica no Brasil, faz seu time jogar com qualidade e encara qualquer time que aparece pelo caminho.

Sendo assim, não é nenhum absurdo classificar o River Plate como o melhor time da América do Sul no momento. Resta saber se a equipe Millonaria mantém o embalo na reta final e conquista mais um título da Libertadores. Tudo indica que sim…