COMPARTILHAR
arce-apresenta-lista-estrangeiros-duelos-peru-bolivia-futebol-latino-25-10
Foto: Divulgação/AFP

Nessa quarta-feira, o técnico da seleção do Paraguai, Francisco Arce, fez a convocação de seus nomes visando os duelos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 diante de Chile (31 de agosto em Santiago) e Uruguai (5 de setembro em Montevidéu).

Poucas alterações mais profundas podem ser notadas na convocação composta por 26 atletas feita pelo ex-jogador de clubes brasileiros como Grêmio e Palmeiras. Futebol brasileiro que, inclusive, parece ter grande moral com o comandante guaraní.

Isso porque quatro dos atletas que não atuam dentro do futebol paraguaio pertencem ao Brasileirão. Dois do atual líder Corinthians (o zagueiro Balbuena e o atacante Ángel Romero) além do arqueiro do Botafogo, “Gatito” Fernández, e o matador do Grêmio, Lucas Barrios.

Logo na sequência, quem também está prestigiado é o América do México, tendo três integrantes do plantel das Águilas na lista

O centroavante do Grêmio volta a ser chamado para defender a Albirroja depois de um longo período distante. Mais precisamente, desde o dia 6 de outubro de 2016 quando, diante da Colômbia, o Paraguai perdeu por 1 a 0 em Assunção.

Confira a lista dos atletas convocados na seleção do Paraguai por Francisco Arce:

Goleiros: Antony Silva (Cerro Porteño), “Gatito” Fernández (Botafogo) e Alfredo Aguilar (Guaraní).

Defensores: Bruno Valdez (América), Paulo Da Silva (Libertad), Robert Rojas (Guaraní), Darío Verón (Olimpia), Gustavo Gómez (Milan), Fabián Balbuena (Corinthians), Junior Alonso (Lille), Miguel Samudio (América) e Jorge Moreira (River Plate).

Mediocampistas: Antonio Bareiro (Libertad), Víctor Cáceres (Cerro Porteño), Cristian Riveros (Olimpia), Richard Ortiz (Olimpia), Rodrigo Rojas (Cerro Porteño), Óscar Romero (Alavés) e Miguel Almirón (Atlanta United).

Delanteros: Lucas Barrios (Grêmio), Federico Santander (Copenhague), Santiago Salcedo (Libertad), Ángel Romero (Corinthians), Cecilio Domínguez (América), Derlis González (Dinamo de Kiev) y Néstor Camacho (Olimpia).