SHARE
Foto: Felipe Oliveira/Divulgação Bahia

Após demitir Preto Casagrande e tomar um não de Milton Mendes, o Bahia agiu rápido no mercado e contratou Paulo César Carpegiani para assumir o comando da equipe na reta final do Campeonato Brasileiro.

Leia Mais: Magrão mantém a esperança de recuperação do Sport no Brasileiro
Copa Libertadores passará por modificação em 2019

Confiante no trabalho que pode desenvolver no Esquadrão de Aço, o treinador foi apresentado durante entrevista coletiva e chegou animado ao novo clube.

“Satisfação, desafio que eu não tenho receio de tomar a frente. Tive algumas possibilidades de ir a determinados clubes, para ir para o exterior e clubes da Primeira Divisão. Do futebol brasileiro, não aceitei. Agora estou no meio de um grande desafio. Não tenho receio, tenho grande confiança no grupo. Temos uma tabela difícil, mas todos têm. Temos que pensar jogo a jogo. Vamos entrar em uma competição decisiva. Doze times estão numa mesma situação. Estamos com uma tabela difícil, mas nada que assuste. Estamos com alguns problemas para resolver, alguns jogadores por força contratual não podem jogar contra o Palmeiras, outro lesionados. Não conheço alguns jogadores, vou ter a oportunidade de conhecer pessoalmente”, declarou.

O novo treinador revelou que bateu um papo com os jogadores e confia que eles podem mudar o panorama da equipe no Brasileirão.

“Já falei com eles e tenho a plena convicção que eles podem dar conta do recado e afastar o risco de rebaixamento. Vamos trabalhar forte para ter uma equipe compacta dentro de campo e com possibilidade de equilibrar os duelos dentro de campo”, afirmou.

Contratado até o fim do ano, Paulo César Carpegiani terá sete dias para trabalhar até o confronto diante do Palmeiras, no estádio do Pacaembu.