COMPARTILHAR
pavon-diz-que-dede-deu-uma-pancada-em-seu-joelho-e-mereceu-expulsao-Futebol-Latino-05-10
Foto: Felipe Correia/Photo Premium

Assim como aconteceu no embate de ida, o zagueiro Dedé foi expulso frente ao Boca Juniors na Copa Libertadores em partida realizada no Mineirão. No entanto, dessa vez pelo menos um dos atletas do Boca Juniors, o atacante Cristian Pavón, não ficou espantado com a decisão tomada pelo árbitro.

Leia mais: “Passamos com justiça”, afirma técnico do Boca Juniors
Cruzeiro empata com o Boca Juniors e está fora da Libertadores

Jogador que ficou caído no gramado após choque com o cruzeirense que gerou o segundo amarelo de Dedé, Pavón afirmou em entrevista pós-jogo que o técnico, Guillermo Barros Schelotto, chegou a perguntar para ele se teria condições de continuar em campo.

Além disso, ele deu sua versão do fato afirmando que o jogador brasileiro havia acertado com força o seu joelho:

“O Guillermo me perguntou se eu conseguiria continuar. Disse para ele que foi só um golpe. Ele (Dedé) me deu uma pancada no joelho, expulsaram ele bem.”

Sobre a campanha Xeneize, Pavón foi bastante cuidadoso e se limitou a dizer as seguintes palavras: “Estamos cada vez mais perto do objetivo, devemos ir passo a passo.”