Em Connecticut, o Peru foi melhor ao longo dos 90 minutos, mas parou na falta de efetividade do seu ataque e apenas empatou com os Estados Unidos. O gole peruano foi marcado por Flores. Já os norte-americanos anotaram com Sargent.

O jogo

Os primeiros minutos foram agitados. Com uma grande quantidade de peruanos na arquibancada, a Albirroja partiu para cima e tentava envolver a zaga norte-americana na velocidade de Andy Polo e Luis Advíncula pelo lado direito, mas pecava no último passe.

Se o Peru rondava a grande área de Guzán, o time da casa criou a melhor oportunidade em contra-ataque. Após passe de Joshua Sargent, Amon saiu na cara do goleiro, mas chutou torto.

Apesar do volume peruano, o time de Ricardo Gareca não conseguia furar o bloqueio norte-americano e a etapa inicial encerrou sem gol.

No segundo tempo o ritmo das equipes continuou o mesmo. Objetivo com a posse de bola, os Estados Unidos abriram o placar aos 3 minutos. Em jogada ensaiada, Acosta cruzou para Sargent, que bateu de primeira. A bola desviou em Tapia e matou o goleiro, 1 a 0.

Em desvantagem, o Peru manteve seu ímpeto no ataque, mas continuava sem assustar o goleiro adversário. Para se ter ideia da fragilidade ofensiva, o primeiro chute no alvo aconteceu aos 25 minutos com Yotún. Bem colocado, Guzan encaixou.

Nos minutos finais o Peru resolveu abafar o selecionado norte-americano e ficou com o grito de gol preso na garganta. Em chute de fora da área, Polo carimbou o travessão de Guzan.

Quando parecia que o jogo terminaria com vitória dos Estados Unidos, brilhou a estrela de Flores. Após cruzamento da direita, o camisa 20 do Peru apareceu sozinho na pequena área e estufou as redes, 1 a 1.