SHARE

Em Campinas, a Ponte Preta até conseguiu vencer o Sport por 1 a 0, mas o placar não foi o suficiente para continuar na Copa Sul-Americana. Na próxima fase, o Leão encara o Junior Barranquilla, da Colômbia.

O jogo

O confronto no Moisés Lucarelli começou muito morno. O time da casa tinha dificuldade para chegar perto do gol defendido por Magrão e pouco apresentava. Do outro lado, o Sport tentava amarrar o jogo de qualquer maneira e tentava armar um contra-ataque para ampliar sua vantagem.

No primeiro lance de perigo a Ponte abriu o placar. Em cobrança de falta da intermediária, a bola bateu na barreira e sobrou para Lucca. O atacante dominou e soltou a bomba, 1 a 0.

Na casa dos 34 minutos, o lateral Nino Paraíba que já tinha cartão amarelo, deu uma entrada dura em Mena e acabou expulso de campo.

Mesmo com um a menos, a Ponte voltou a criar uma oportunidade. Após bate-rebate na grande área, a bola sobrou para Léo Gamalho que encheu o pé, mas parou em Magrão.

Segundo Tempo

Os 45 minutos foram depressivos. Com um jogador a menos, a Ponte Preta não se arriscava no campo de ataque. Já o Sport tentava controlar o meio de campo, mas tinha dificuldades para chegar com qualidade ao gol da Macaca.

No lance mais perigoso do jogo, André fez jogada individual, driblou o marcador e tocou para Tomás, que chutou prensado na entrada da pequena área e a bola saiu por cima do gol.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 0 SPORT
Local: Moisés Lucarelli, São Paulo (SP)
Data-Hora: 20/9/2017 – 19h15
Árbitro: Roddy Zambrano Olmedo (EQU)
Auxiliares:
Público/renda: 3.890 pagantes/R$ 43,700,00
Cartões amarelos: Nino Paraíba, Felipe Saraiva, Léo Gamalho, Claudinho (PON), Tomás, Lenis, Patrick (SPO)
Cartões vermelhos: – Nino Paraíba (PON)
Gols: Lucca (16’/1ºT)

PONTE PRETA: João Carlos; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Danilo Barcellos; Naldo, Elton e Renato Cajá (Claudinho, aos 0/2ºT); Felipe Saraiva (Jeferson, aos 31/1ºT), Lucca e Léo Gamalho. Técnico: Brigatti.
SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alvez, Oswaldo Henríquez e Sander (Tomás, aos 0/2ºT); Patrick (Anselmo, aos 33/2ºT), Rithely, Lenis (Rogério, aos 20/2ºT), Mena e Diego Souza; André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SHARE