promessa-de-casa-cheia-em-momento-historico-para-o-macara-Futebol-Latino-22-01
Foto: Reprodução/El Universo

Restam apenas três meses para o final do ano e a grande maioria dos torneios nacionais latinos começaram e terminarão em 2018. As únicas exceções a regra nesse caso são Argentina e México já que tanto a Superliga como a Liga MX seguem o mesmo estilo de calendário que os europeus transformando as temporadas em biênios.

Leia mais: Rafael Bastos é só elogios a estrutura que encontrou na Índia
Atacante do Boca Juniors tira sarro de Egídio nas redes sociais

Por isso, o Futebol Latino decidiu dar o exato panorama de quais são as equipes que, caso os principais torneios dos países do continente terminassem hoje, estariam dando a “volta olímpica” e fazendo a festa de seus torcedores:

Argentina: Se na Libertadores o sonho da taça acabou nas oitavas de final, na Superliga Argentina o Racing está não só vivo como confortável na liderança. São 19 pontos ganhos, cinco a frente do Atlético Tucumán que tem um jogo a menos.

Brasil: Em meio a uma das edições mais disputadas e parelhas do Brasileirão, quem está na ponta da tabela nesse momento é o Palmeiras com 53 pontos. O mesmo número do Internacional, mas com o Alviverde sendo superior no saldo de gols.

Bolívia: Também demonstrando bastante equilíbrio, o Clausura boliviano tem agora o The Strongest à frente do pelotão com 28 unidades. Por muito tempo tendo sustentado a liderança, atualmente o Royal Pari é o vice-líder com 26 pontos.

Chile: Desde antes da Copa do Mundo no lugar mais alto no campeonato chileno, a Universidad Católica não deixou cair o ritmo e ainda está na liderança, agora com 51 pontos. São cinco unidades de diferença para o Antofagasta, segundo colocado.

Colômbia: A briga também está bastante acirrada na Liga Águila II, sendo o Tolima o líder com 26 pontos, porém, seguido de muito perto pelo Once Caldas, campeão da Copa Libertadores em 2004, que tem 25.

Equador: O Macará quer repetir o feito do Delfín em 2017 e evitar uma final com algum guayaquilenho presente. Liderando o Segunda Etapa tendo conquistado 23 pontos, ele não só faturaria o título hoje como enfrentaria na decisão do campeonato equatoriano a LDU.

Estados Unidos: Tendo um sistema diferente de disputa, dividido em conferências, o domínio de Atlanta United do lado Leste e do FC Dallas no Oeste não é assim tão absoluto. Enquanto a equipe da Georgia está só um ponto na frente do New York Red Bulls, o clube texano tem dois pontos a mais que o Sporting KC.

México: Em meio o Apertura 2018 da Liga MX, quem segue firme depois de um começo arrasador é o Cruz Azul, com 23 pontos. Agora, a diferença já é bastante palpável para o segundo colocado, América, que tem 21 pontos.

Paraguai: Campeão do Apertura 2018, o Olimpia mantém a boa fase de maneira bastante “apertada” frente ao seu arquirrival, Cerro Porteño. Enquanto o Decano lidera o Clausura com 28 unidades, o Cerro vem logo atrás com 27.

Peru: No Clausura peruano, um dos últimos a ser retomados, o Melgar é o atual líder da competição com 16 pontos ganhos. Aquele que está mais próximo do clube de Arequipa na tabela de classificação é o Ayacucho, com 14.

Uruguai: A polarização de disputa entre Peñarol e Nacional segue a todo vapor no Clausura charrua com os Carboneros atualmente à frente com 28 pontos e o Bolso sendo vice-líder com 24 unidades.

Venezuela: Eliminado na primeira fase da Libertadores esse ano, no que se refere ao Clausura venezuelano a vida do Monagas vai muito bem. Com 27 pontos, ele lidera o torneio com três pontos de vantagem para o Deportivo Táchira.