Foto: Divulgação São Paulo

*Por Mônica Alvernaz

O caso de Ademilson Braga Bispo Junior é um daqueles raros de ser no futebol nos dias atuais. Nascido em Cubatão, no estado de São Paulo, no dia 9 de janeiro de 1994, o atacante teve no currículo apenas um clube brasileiro: o São Paulo.

Leia mais: Gol número 10 mil do Estádio Azteca pode ser anotado neste sábado
Segundo imprensa chilena, Copa América será a última chance de Rueda no Chile

A trajetória de Ademilson no tricolor paulista começou logo cedo. Em 2005, aos 11 anos, ele começou a integrar as divisões de base do clube.

O tempo foi passando e o atacante foi subindo de divisão em divisão, com direito a conquistar o campeonato paulista sub-20 em 2011.

O esforço valeu a pena e em 2012 Ademilson passou a integrar o time profissional do São Paulo. Na ocasião, com 18 anos, o atacante iniciou uma nova fase no clube paulista.

Foram mais de 100 partidas disputadas vestindo a camisa do tricolor. Dentre os jogos, Ademilson deixou por 15 vezes a sua marca.

Em sua trajetória pelo São Paulo, o atacante ainda participou da conquista da Copa Sul-Americana em 2012. No torneio, o tricolor paulista levou a melhor sobre o Tigre por 2 a 0, confronto que ficou conhecido como o jogo que não teve fim. Isso porque o árbitro encerrou a partida após o time chileno se recusar a voltar para o gramado, alegando ameaças no vestiário durante o intervalo.

Sua longa passagem pelo São Paulo teve fim em 2015, quando Ademilson viajou para o outro lado do mundo para atuar no futebol japonês.

Pelo Yokohama Marinos foram 39 partidas e 10 gols, sem nenhum título conquistado. Após um ano, o atacante permaneceu no país oriental, mas passou a vestir outra camisa, a do Gamba Osaka, onde está até hoje.

Em seu clube atual, Ademilson já atuou em 100 partidas e balançou as redes adversárias por 28 vezes. A exemplo do que aconteceu nos outros clubes japoneses que atuou, ele ainda não levantou um troféu pelo Gamba Osaka.

Apesar disso, o atacante vive boa fase e é o atual vice-artilheiro da J-League e maior goleador do clube na temporada, com quatro gols marcados até aqui.

Há quatro anos no Japão, Ademilson só teve sua venda concretizada em 2016. Na ocasião, o São Paulo, que ainda tinha o passe do jogador, fechou o negócio com o atual clube do atacante.

Tal venda, fechou um vínculo até janeiro de 2020 do atacante com o Gamba Osaka, onde conquistou a torcida e ganhou seu espaço. A atual fase indica que, pelo menos por enquanto, ter Ademilson vestindo a camisa de um clube brasileiro ficará apenas na imaginação.