Zenit-rejeita-oferta-Hulk-China-Futebol-Latino-04-02
Foto: Getty Images/Buda Mendes

*Por Mônica Alvernaz

No dia 25 de julho de 1986, a cidade de Campina Grande, na Paraíba, ganhava mais um morador, que tempos depois levaria o nome do local para o mundo. Se falarmos o nome Givanildo Vieira de Souza, certamente poucas pessoas associarão de quem se trata. Diferente do que ocorre quando o nome Hulk é citado.

Leia mais: Flamengo e Vasco fazem a final da Taça Rio
Jornal espanhol pede que Gareca convoque atacante de clube egípcio

Ao contrário do que muitos pensam, o apelido do atacante não surgiu dentro dos gramados. Durante entrevistas concedidas ao longo da carreira, Hulk explicou que o apelido veio de criança. Seu pai, ao ver que ele gostava de imitar o personagem e levantar objetos pesados, passou o chamar pela forma que todos o conhecem hoje em dia.

Dentro das quatro linhas, Hulk passou pela base de alguns clubes até ser descoberto como profissional. Ainda adolescente, vestiu a camisa do Serrano, do Vilanovense e do São Paulo. Mas foi no Vitória que o atacante jogou pela primeira vez como jogador profissional.

Apesar do pontapé inicial na carreira ter sido no clube baiano, a passagem de Hulk por lá foi breve. Apenas dois anos vestindo a camisa do rubro-negro da Bahia e um campeonato estadual, em 2004, para a conta do jovem atacante na época.

A razão da saída precoce do Vitória foi alçar voos maiores: Hulk foi para o outro lado do mundo atuar no futebol japonês. No país oriental foram três clubes defendidos: Kawasaki Frontale, Consadole Sapporo e Tokyo Verdy.

O primeiro comprou seu passe em 2005. Neste ano, Hulk participou de apenas 12 partidas, o suficiente para deixar sua marca em três oportunidades. No ano seguinte, ele foi emprestado ao Consadole Sapooro, no qual teve um desempenho mais expressivo. Foram quase 50 atuações e 26 gols marcados.

Apesar dos bons números, Hulk mudou novamente de clube, mais uma vez por empréstimo. Em 2007, ele passou a defender o Tokyo Verdy, ficando pouco mais de uma temporada por lá. Na nova casa, o atacante teve um grande rendimento. Da mesma forma que o clube anterior, foram em torno de 50 apresentações, mas um número mais expressivo em gols: 45 vezes balançando as redes da equipe adversária.

O relevante aproveitamento de Hulk nas equipes japonesas despertou a atenção do mercado europeu. Com isso, ele chegou para defender o Porto na temporada de 2008-2009. O clube português seria o divisor de águas na carreira de Hulk, no qual o atacante jogou por quase 200 jogos e deixou a sua marca em mais de 70 oportunidades.

Além disso, Hulk conquistou diversos títulos pelo Porto. No cenário nacional foram 4 canecos da Liga Portuguesa, 3 Taças de Portugal e 4 Supertaças Cândido de Oliveira. Com maior abrangência, Hulk esteve no elenco campeão da Europa League na temporada de 2010-2011. A excelente fase vivida pelo atacante trouxe o reconhecimento aguardado por todo jogador de futebol: a primeira convocação para seleção brasileira, ocorrida em 2009, quando Dunga comandava a equipe.

Antes mesmo de participar de competições mais relevantes pela seleção, a boa fase dele no Porto o levou para o futebol russo. Com a camisa do Zenit, números expressivos: quase 150 jogos e 80 gols. Na época em que estava na Rússia, foi a fase de maior destaque de Hulk vestindo a amarelinha da seleção.

Em 2012 ele esteve no elenco que participou das Olimpíadas, assim como no time campeão da Copa das Confederações no ano seguinte. Em 2014, Hulk foi um dos selecionados para disputar a Copa do Mundo no Brasil, da mesma forma que aconteceu com a Copa América, em 2016.

Neste ano, aliás, foi que Hulk teve novamente uma mudança em sua carreira trocando a Rússia pela China. No Shanghai SIPG, ele vive sua quarta temporada atualmente e já registra uma boa passagem pelo clube. Ele esteve presente em quase 100 partidas e já balançou as redes adversárias por 50 vezes. Além disso, já faturou uma China Super League e uma Super Cup da China.

No final de 2018, rumores surgiram dando conta de uma possível transferência de Hulk para o futebol brasileiro, para defender o Palmeiras. Na ocasião, o atacante, hoje com 32 anos, descartou a possibilidade de início, explicando que ainda tem dois anos de contrato pelo Shanghai e que está feliz no clube chinês, no qual é o camisa 10 da equipe. Aos amantes do futebol e fãs de Hulk fica a torcida para que o atacante defenda novamente uma equipe brasileira no futuro.