Foto: Lucas Merçon / Fluminense

*Por Mônica Alvernaz

Renato de Araújo Chaves Júnior nasceu no dia 4 de maio de 1990, em São Paulo, local onde ele deu os primeiros passos dentro das quatro linhas. Na base do Corinthians, Renato Chaves começou no futebol.

Leia mais: Jogador do Vélez critica Mauro Zárate: “Ingrato e mal educado”
Fim da novela: Claudio Pizarro decide qual clube irá defender na temporada

Depois de passar por diversas categorias de base do Timão, o zagueiro chegou ao time profissional em 2009. Na equipe principal, Renato Chaves faturou dois canecos no que chegou: o do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil.

Apesar de ser cria da casa, Renato Chaves acabou emprestado pelo Corinthians por dois anos seguidos. Em 2010, para o Bahia, e em 2011, para a Portuguesa. No clube paulista, ele atuou em mais de 40 jogos, marcou duas vezes e levantou o caneco do Brasileirão Série B daquele ano.

Em 2012, o Corinthians vendeu o passe do zagueiro para o Athletico-PR, clube pelo qual o zagueiro vestiu a camisa até 2014. Nesse meio tempo, Renato Chaves ainda chegou a ser emprestado para o Ferroviária, mas sua passagem pelo clube foi muito breve.

Dois anos mais tarde, ele trocou o sul pelo Nordeste, para defender as cores do Náutico. Em uma temporada no Timbu, ele atuou em 20 partidas e balançou as redes adversárias em uma oportunidade. No ano seguinte, ele acabou novamente mudando de clube, retornando para seu estado de nascimento.

Pela Ponte Preta, Renato Chaves atuou em apenas uma temporada, a exemplo do que aconteceu em seu clube anterior. Com 40 jogos disputados e três gols marcados, o zagueiro acabou despertando atenção do Fluminense, clube pelo qual teria o grande momento de sua carreira.

A chegada ao tricolor carioca, em 2016, foi marcada por um título logo no início: a taça da Primeira Liga. Ao todo, Renato Chaves esteve em três temporadas no Fluminense, em que vestiu a camisa tricolor em mais de 70 oportunidades e deixou sua marca sete vezes nesse período. Neste tempo, ele ainda faturou dois títulos no cenário estadual: a Taça Guanabara em 2017 e a Taça Rio em 2018.

Seu bom desempenho pelo Fluminense, o credenciou a jogar pela primeira vez no futebol do exterior. Em 2018, Renato Chaves foi vendido para o Al-Wheda, que, na ocasião da transferência do zagueiro, era comandado por Fábio Carille, hoje técnico do Corinthians.

Recentemente, rumores apontavam um possível retorno de Renato Chaves ao Brasil, novamente a pedido de Carille. Caso confirme a negociação, o zagueiro chegaria como reforço para o Timão no meio de 2019.