SHARE
prisao-de-presidente-de-clube-na-bolivia-e-decretada-Futebol-Latino-03-11
Foto: Reprodução/Diez

Um problema sério envolvendo o presidente de um clube boliviano foi divulgado ontem (2) através do periódico local Diez, mais precisamente o mandatário do Club Real América, Pablo Ramos Lima.

Leia mais: Enfrentar brasileiros dificilmente é “bom negócio” para o Junior
Sport segue sem conhecer o que é uma semifinal continental

De acordo com o jornal boliviano, a Força Especial de Luta Contra o Narcotráfico (Felcn) decretou a prisão do comandante da equipe de Santa Cruz de la Sierra com a acusação inicial, dentro do Código Penal nacional, de Apropriação Indébita.

As primeiras investigações evoluíram através do fato de que, após uma varredura no veículo de Yesenia López Sánchez, ex-esposa do presidente do Real América, foram encontrados traços de cocaína.

Segundo as informações que foram colhidas até o momento, Pablo tem problemas com a justiça em três âmbitos diferentes: Envolvimento com o narcotráfico, lavagem de dinheiro e não-pagamento de pensão a sua ex-esposa.

A sua ex-companheira, inclusive, também possui envolvimento já conhecido e comprovado pelas autoridades em crimes como lavagem de dinheiro e apropriação indébita. Desde que foi encontrado o vestígio de cocaína em seu veículo, Yesenia encontra-se foragida.