SHARE
Foto: Divulgação

*Equipe Odds Shark

Duzentos e dez seleções tentaram estar presentes na fase final da Copa do Mundo e consequentemente participar do sorteio dos grupos marcado para amanhã, no Kremlin, localizado dentro da Praça Vermelha, no centro de Moscou, capital da Rússia. Confira quem o Brasil pode pegar, o regulamento da tirada das bolinhas e outros dados interessantes, segundo o Oddsshark.com.

As Eliminatórias

Duzentos e dez seleções representando 195 países tentaram chegar à Rússia. As representações de Butão, Gibraltar, Kosovo e Sudão do Sul estrearam na competição. Vale o registro que Indonésia e Zimbábue foram desclassificados antes de suas estreias e o Kuwait acabou excluído após a bola rolar.

A Confederação Asiática (que engloba as nações da Ásia, menos Israel, e a Austrália) classificou cinco equipes; a África cinco; a CONCACAF (Américas Central, do Norte, do Caribe, Guiana, Guiana Francesa e Suriname) três; América do Sul (sem as Guianas) cinco; a Oceania (sem a Austrália) nenhum; e a Europa (com Israel) catorze, sendo que uma destas é a Rússia, nação organizadora.

Dos 32 finalistas, 20 estiveram no Brasil em 2014, Islândia e Panamá são estreantes e o Peru quebrou o mais longo jejum dentre estes quadros sem participar da festa do velho esporte bretão: estava ausente da fase final desde 1982!

A divisão dos potes

Com exceção da anfitriã Rússia, a divisão das seleções obedeceu ao ranking da FIFA publicado em outubro. Assim, Alemanha, Brasil, Portugal, Argentina, Bélgica, Polônia e França se tornaram os cabeças-de-chave e evitam um clássico ou uma “final antecipada” logo na primeira fase.

Suas maiores preocupações do quadrangular vêm do pote 2 que conta com Espanha, Peru, Suíça, Inglaterra, Colômbia, México, Uruguai e Croácia.

O pote três ficou composto por Dinamarca, Islândia, Costa Rica, Suécia, Tunísia, Egito, Senegal e Irã.

As babas do torneio são Sérvia, Nigéria, Austrália, Japão, Marrocos, Panamá, Coreia do Sul e Arábia Saudita, 63ª do ranking planetário.

Cabeças-de-chave: Alemanha, Argentina, Bélgica, Brasil, França, Polônia, Portugal e Rússia.

Pote 2: Colômbia, Croácia, Espanha, Inglaterra, México, Peru, Suíça e Uruguai.

Pote 3: Costa Rica, Dinamarca, Egito, Irã, Islândia, Senegal, Suécia e Tunísia.

Pote 4: Arábia Saudita, Austrália, Coreia do Sul, Japão, Marrocos, Nigéria, Panamá e Sérvia.

Regulamento

A FIFA repetiu sua determinação dos últimos Mundiais. Teremos no mínimo um e no máximo dois membros da UEFA num mesmo grupo. Não pode haver encontro de times da mesma confederação nas chaves.

Isto quer dizer que o Brasil não pode encarar Espanha, Dinamarca e Sérvia ao mesmo tempo no seu quadrangular. Tampouco pode pegar Peru e Uruguai.

A colocação das ex-campeãs Espanha e Inglaterra, como segundas forças, pode fazer com que tenhamos grandes clássicos logo no início. As possibilidades são contra Alemanha, Argentina, Bélgica, Brasil e França.

O Brasil estreia contra quem?

Essa é uma das perguntas que todos os brasileiros se fazem! Quem o Brasil pega na primeira fase? Onde e contra quem é a estreia?

Neymar e companhia não podem enfrentar nenhum cabeça-de-chave. Nosso maior rival vem do segundo pote. Se formos ter dificuldade, pegaremos Espanha, Inglaterra ou México. Se tivermos sorte, encaramos Croácia ou Suíça. Do pote três pode vir qualquer um: as fortes Dinamarca e Suécia ou as turistas Costa Rica e Tunísia.

Do último pote, o que vier é festa: Arábia Saudita, Austrália, Coreia do Sul, Japão, Marrocos, Nigéria, Panamá e Sérvia.

Lembro apenas que a Canarinho só pode enfrentar um máximo de dois europeus, nenhum sul-americano e no máximo uma seleção de cada outra confederação.

Segundo as estatísticas doOddsshark.com, os mais cotados para encarar os comandados de Tite são Sérvia (R$ 4,33 / um), Inglaterra (R$ 4,50 / um), Espanha (R$ 4,50 / um), Suíça (R$ 4,50 / um), México (R$ 4,50 / um) e Croácia (R$ 4,50 / um).

Briga pela taça

Abaixo, publicamos a lista dos favoritos ao título mundial, segundo o Oddsshark.com. Estes números podem sofrer alterações a partir da elaboração da tabela. Se a Espanha, encarar Brasil e Suécia na primeira etapa, estará em apuros e sob risco de não chegar às oitavas. Já se a Rússia pegar Croácia, Irã e Panamá, aumentam suas possibilidades de avançar com um pé nas costas.

Os cinco melhores avaliados para dar a volta olímpica são Alemanha (R$ 6,00 / um), Brasil (R$ 6,00 / um), França (R$ 6,50 / um), Espanha (R$ 8,50 / um) e Argentina (R$ 9,00 / um).

 

Leia mais em Futebol Latino.

 

Outrights para campeão mundial de 2018

1º Alemanha – R$ 6,00 / um.

1º Brasil – R$ 6,00 / um.

3º França – R$ 6,50 / um.

4º Espanha – R$ 8,50 / um.

5º Argentina – R$ 9,00 / um.

6º Bélgica – R$ 13,00 / um.

7º Inglaterra – R$ 17,00 / um.

8º Portugal – R$ 21,00 / um.

9º Croácia – R$ 26,00 / um.

10º Colômbia – R$ 41,00 / um.

10º Rússia – R$ 41,00 / um.

10º Uruguai – R$ 41,00 / um.

13º Polônia – R$ 51,00 / um.

14º México – R$ 67,00 / um.

14º Suécia – R$ 67,00 / um.

14º Suíça – R$ 67,00 / um.

17º Dinamarca – R$ 81,00 / um.

18º Sérvia – R$ 101 / um.

19º Peru – R$ 126 / um.

20º Nigéria – R$ 151 / um.

20º Senegal – R$ 151 / um.

22º Islândia – R$ 201 / um.

23º Marrocos – R$ 251 / um.

24º Austrália – R$ 301 / um.

24º Egito – R$ 301 / um.

24º Irã – R$ 301 / um.

24º Japão – R$ 301 / um

28º Costa Rica – R$ 401 / um.

28º Tunísia – R$ 401 / um.

30º Coreia do Sul – R$ 501 / um.

31º Arábia Saudita – R$ 1.001 / um.

31º Panamá – R$ 1.001 / um.