SHARE

Na Argentina, o Racing Club encarou o Corinthians e empatou sem gols e carimbou seu passaporte para as quartas de final da Copa Sul-Americana. Na próxima fase, o time de Avellaneda encara o Libertad, do Paraguai.

Leia Mais: “Tínhamos que passar e passamos”, afirma Vanderlei Luxemburgo
Zagueiro colombiano vibra com classificação do Sport

O jogo

O primeiro tempo do confronto foi ditado pela disputa no meio de campo. O Corinthians mantinha seu padrão de esperar o Racing no campo de defesa e o time argentino tentava controlar o meio de campo sem sofrer muitos riscos.

O único lance de perigo do Timão veio através da bola parada. Romero sofreu falta quase em cima da linha da grande área. Na cobrança, Jadson tentou colocar no ângulo e assustou o goleiro.

A resposta do Racing veio no após lançamento para Triverio. O atacante ganhou no jogo de corpo de Pablo, mas o zagueiro se recuperou e travou o adversário na hora do chute.

Segundo Tempo

Na etapa final a torcida da casa empurrava a equipe a plenos pulmões nas arquibancadas e tentava acuar o Timão. A primeira chance do Racing veio em chute de fora da área. González recebeu na entrada da área, soltou a bomba e obrigou Cássio a salvar.

Com a intenção de colocar o Corinthians um pouco mais à frente, Fabio Carille promoveu a entrada de Rodriguinho no lugar de Jadson, porém, três minutos após a entrada do camisa 26, ele deixou o pé em González de maneira infantil e levou o cartão vermelho direto.

Mesmo com um a mais em campo, o Racing voltou a chegar com perigo com Triverio. O atacante invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado. O goleiro Cássio caiu e fez a defesa com tranqüilidade.

No fim, o Corinthians tentou dar um abafa com a entrada de Kazin no comando de ataque ao lado de Jô, mas de nada adiantou.

SHARE