COMPARTILHAR
Foto: Divulgação La U

No último dia 26 de abril, a Universidad de Chile foi goleada pelo Cruzeiro por 7 a 0, em jogo válido pela Libertadores da América e o técnico Ángel Guillermo Hoyos foi mandado embora. Apesar de não comandar mais a equipe, o argentino ainda permanece como tema das coletivas e desta vez, o zagueiro Rafael Vaz revelou uma discussão que teve com o ex-comandante.

Leia Mais: Presidente do Boca não acredita que o Palmeiras entregue o jogo contra o Barranquilla
Jogador argentino é preso por suspeita de abuso sexual e morte do enteado

O fato aconteceu quatro dias antes da demissão. A Universidad de Chile foi goleada pela La Calera no torneio local por 6 a 1 e recebeu uma enxurrada de críticas. Como se a derrota não fosse o bastante, o treinador tirou o brasileiro no começo da segunda etapa e despertou a ira do jogador, que enfrentou Hoyos nos vestiários.

“O que aconteceu no vestiário é comum. Não gostei da alteração e fui questioná-lo. Estava todo mundo triste com a derrota e de cabeça quente. No fim preferi deixar isso de lado e continuar meu trabalho junto com o elenco”, declarou.

Apesar da chateação, Rafael Vaz aproveitou para agradecer o ex-comandante que deu a oportunidade do jogador se recuperar no futebol sul-americano, pois sofria com muitas criticas da torcida do Flamengo.

“Sou amigo e muito grato ao Guillermo. Ele confiou no meu futebol e pude disputar uma Libertadores. Infelizmente o ciclo dele acabou dentro do clube e continuo na torcida para que ele possa se recolocar no mercado o mais rápido possível”, finalizou.