COMPARTILHAR
cronica-fl-casemiro-e-a-ode-para-quem-ja-foi-odiado-Futebol-Latino-06-03
Foto: Van Der Hasselt/AFP

Vendo a necessidade de repôr a saída do português Cristiano Ronaldo para a Juventus, o Real Madrid vê na possibilidade de dar entrada na documentação de dupla nacionalidade do volante brasileiro Casemiro um interessante “trunfo”.

Leia mais: Lugano ataca Conmebol e dispara: “A Europa está 25 anos à frente da América do Sul”
Decepcionado com a AFA, Ricardo Gareca deve permanecer na seleção do Peru

De acordo com o que publicou nessa quinta-feira o famoso periódico espanhol Marca, nesse momento o clube tem interesse em fazer com que o meio-campista tenha a cidadania espanhola pelo tempo em que vive no país (cinco anos contabilizando desde a sua chegada em 2013 a Madri). Porém, em meio a esse processo, o jogador atuou por uma temporada emprestado ao Porto, de Portugal.

Com esse tipo de manobra, Casemiro deixaria de ocupar uma das três vagas permitidas pelo futebol espanhol a cada clube em relação a jogadores extracomunitários (não nascidos em nenhum país da Europa).

Neste momento, tanto ele como o jovem atacante Vinícius Júnior ocupam esses espaços, já que o arqueiro da Costa Rica, Keylor Navas, já tem dupla nacionalidade.

Passando por esse processo com sucesso, Casemiro faria com que o clube madrilenho pudesse se sentir ainda mais seguro para preencher a segunda vaga de extracomunitário com o verdadeiro “sonho de consumo” da diretoria merengue: O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain.