Foto: AFP

Se Reinaldo Rueda era unanimidade assim que chegou ao Chile para comandar a seleção, hoje em dia a história é bem diferente. Após os resultados ruins nos amistosos, o treinador convive com inúmeros questionamentos e pela primeira vez falou sobre o seu futuro no comando da Roja.

Leia Mais: Nos pênaltis, Zulia elimina o Nacional Potosí na Copa Sul-Americana
Barcelona de Guayaquil anuncia Leonardo Ramos como novo técnico

Ciente que não está agradando, o treinador revelou que, em caso de fracasso na Copa América, pode deixar o cargo.

“Acredito que estamos em processo de evolução a cada compromisso. Existe um compromisso e duas metas bem claras que são a Copa América e Qatar. A continuidade da comissão técnica não é uma decisão unilateral. Esperamos alcançar os objetivos que traçamos no Brasil e seguir no cargo, mas vamos respeitar se a ANFP optar por uma rescisão. O futebol é assim e não podemos fazer nada”, afirmou.

Contratado pelo Chile, o treinador ainda não embalou. No Brasil, a Roja defende o bicampeonato continental e está no grupo C ao lado de Japão, Equador e Uruguai.