COMPARTILHAR
Foto: Divulgação

Na próxima quarta-feira, Independiente e Grêmio começam a disputar o título da Recopa Sul-Americana, no estádio Libertadores da América, na Argentina. Esta será a segunda vez que os rivais se encontram no torneio. Na primeira, em 1996, o Tricolor derrotou o clube argentino por 4 a 1.

Leia Mais: Vasco da Gama terá mais dificuldade na terceira fase da Libertadores; Entenda
Conmebol pune Nacional-UR por ato de torcida em jogo com Chape

Diferentemente desta temporada quando a disputa acontece em duelo de ida e volta, a primeira final entre eles foi em jogo único, no estádio de Kobe, no Japão.

Na época, o Grêmio era comandado por Luiz Felipe Scolari e contava com Paulo Nunes e Jardel no comando de ataque. Enquanto o Rei de Copas tinha alguns jogadores interessantes no elenco, como, por exemplo, Roberto Acuña, Burrochaga e Roberto Molina.

Com amplo favoritismo antes da bola rolar, o Tricolor tinha a superioridade na posse de bola, mas esbarrava na truculência do adversário. Aos 19 Jardel abriu o placar na sua especialidade, a bola aérea. O empate argentino veio três minutos depois em pênalti convertido por Burrochaga. Nos minutos finais da etapa inicial o meio-campista Carlos Miguel colocou o Grêmio em vantagem novamente.

No segundo tempo o time de Felipão administrava o resultado com inteligência e ampliou o marcador com Adilson. O capitão da América cobrou pênalti com perfeição e praticamente decretou o título do Tricolor. Ainda deu tempo de Paulo Nunes, o diabo loiro, sacramentar o placar aos 35 minutos.

Confira os gols: