Foto: Montagem / Futebol Latino

*Por Juliano Rangel

Presente nas disputas dos Jogos Pan-Americanos desde a primeira edição, na categoria masculina, o futebol também marca presença na categoria feminina do maior evento olímpico das Américas do Sul, Central e do Norte desde a edição de 1999, realizada na cidade de Winnipeg, no Canadá.

Leia mais: Depredador! Em jogo complicado, Guerrero resolve e Inter ganha no Uruguai do Nacional

San Lorenzo pressiona, mas Cerro Porteño segura o empate

Para deixar você por dentro de todas as edições e relembrar os vencedores, o Futebol Latino apresenta um resumo. Confira:

1951 – BUENOS AIRES

Presente já na primeira edição do evento, o futebol teve como medalhista de ouro a Argentina, que conquistou o torneio após vencer todos os seus quatro jogos: 5 a 0 na Venezuela; 2 a 1 no Chile; 7 a 1 na Costa Rica e 2 a 0 no Paraguai. Na mesma edição, Costa Rica e Chile ficaram com as medalhas de prata e bronze, respectivamente.

1955 – CIDADE DO MÉXICO

Mais uma edição conquista pela Argentina, a equipe hermana bateu as Antilhas Neerlandesas por 4 a 2; venceu a Venezuela por 5 a 0; ganhou do México por 3 a 0; empatou com a Venezuela em 3 a 3; novamente venceu as Antilhas Neerlandesas por 2 a 1; mais uma vez ganhou da Venezuela por 6 a 1 e empatou com o México em 3 a 3. As medalhas de prata e bronze ficaram com México e Antilhas Neerlandesas, respectivamente.

1959 – CHICAGO

O tricampeonato argentino no futebol dos Jogos Pan-Americanos foi construído com quatro vitórias e um empate em 1 a 1, justamente com o Brasil que ficou com a medalha de prata. Os Estados Unidos saíram com o bronze.

1963 – SÃO PAULO

Quebrando a hegemonia argentina, o Brasil conquistou sua primeira medalha de ouro justamente na edição disputada na cidade de São Paulo. Com três vitórias, sendo uma 10 a 0 nos Estados Unidos, e um empate em 2 a 2, o Brasil teve a companhia no pódio de Argentina (prata) e Estados Unidos (bronze).

1967 – WINNIPEG

Disputada pela primeira vez no sistema de grupos e mata-mata na fase final, a edição marcou o primeiro ouro do México na modalidade dentro do evento. Na final, a equipe bateu a equipe de Bermudas, que ficou com a prata. A medalha de bronze foi para Trinidad e Tobago.

1971 – CALI

Conquistando sua quarta medalha de ouro na modalidade, a Argentina construiu uma campanha com seis vitórias, dois empates e nenhuma derrota. A prata ficou com a Colômbia e o bronze foi para Cuba.

1975 – CIDADE DO MÉXICO

Primeira edição que contou com dois países medalhistas de ouro, o torneio colocou frente a frente na final México e Brasil. Com o empate em 1 a 1 no tempo extra, as duas equipes ficaram com o primeiro lugar. Com a medalha de prata ficando vaga, o bronze foi para Argentina.

1979 – SAN JUAN

Na primeira edição disputa em Porto Rico, o Brasil fatorou seu terceiro ouro após bater Cuba na final. Com os cubanos faturando a prata, o bronze ficou com a Argentina.

1983 – CARACAS

Primeira edição que terminou com uma medalha de ouro para o Uruguai, que superou Guatemala e Brasil na fase final e deixou ambos com as medalhas de prata e bronze, respectivamente.

1987 – INDIANÁPOLIS

Marcando a quarta conquista de ouro do Brasil, a equipe bateu o Chile na final, após fazer 2 a 0 na prorrogação. Com a prata chilena, o bronze ficou com a Argentina.

1991 – HAVANA

Na edição que marcou o primeiro ouro dos Estados Unidos, a equipe norte-americana bateu o México por 2 a 1 na final. Prata para México e bronze para Cuba.

1995 – MAR DEL PLATA

O quinto ouro da Argentina veio após a equipe bater o México, nos pênaltis, por 5 a 4, depois de um 0 a 0 no tempo normal. A medalha de prata ficou com o México e o bronze com a Colômbia.

1999 – WINNIPEG

Na primeira edição com disputas no masculino e no feminino, entre os homens o ouro ficou com o México, depois de bater Honduras, que ficou com a prata e viu os Estados Unidos ficar com o bronze.

No feminino, medalha de ouro para os Estados Unidos, que venceu o México. Com a prata mexicana, o pódio foi fechado com a Costa Rica ficando com o bronze.

2003 – SANTO DOMINGO

No masculino, veio o sexto ouro da Argentina, após bater o Brasil por 1 a 0. Prata brasileiro e bronze para o México. No feminino, o Brasil foi melhor e ficou com o ouro, sendo acompanhado por Canadá (prata) e México (bronze).

2007 – RIO DE JANEIRO

Em mais uma edição do evento realizada no Brasil, o ouro masculino ficou com o Equador, que bateu a Jamaica na final. Com a prata jamaicana, o bronze ficou com o México.

No feminino, o Brasil teve melhor campanha e ficou com seu segundo ouro, após bater os Estados Unidos por 5 a 0. Prata para as norte-americanas e bronze para o Canadá.

2011 – GUADALAJARA

O quarto ouro do México no masculino veio após uma vitória por 1 a 0 sobre a Argentina. Prata para os hermanos e bronze para o Uruguai. No feminino, o primeiro ouro do Canadá veio nos pênaltis, após bater o Brasil por 4 a 3. Prata brasileira e bronze mexicano.

2015 – TORONTO

O segundo ouro uruguaio no masculino veio no triunfo sobre o México por 1 a 0. Com a prata mexicana, o bronze foi para o Brasil. No feminino, terceiro ouro para o Brasil depois de vencer a Colômbia por 4 a 0. Prata colombiana e bronze mexicano.