SHARE
Foto: Divulgação Site Concacaf

Sem técnico desde a saída de Juan Antonio Pizzi, a Federação Chilena de Futebol está na caça por um novo comandante e já iniciou conversas com grandes nomes. Entre os cogitados está Ricardo La Volpe, que admitiu ter sido procurado pelos dirigentes chilenos.

Leia Mais: Torcedor do Lanús comemora classificação de maneira inusitada
Em viagem quase interminável, Barcelona chega a Porto Alegre

“As seleções sempre procuram grandes treinadores. Eu dirigi o México na Copa do Mundo e na Copa das Confederações. Isso certamente contou para eles na hora de conversar comigo”, afirmou ao site Pasión.

Em outro momento da entrevista, o comandante admitiu que treinou jogadores chilenos no futebol mexicano e a experiência foi ótima.

“Eu comandei o Suazo, Paredes outros atletas do Chile que passaram pelo México nos últimos anos e tive uma excelente relação. Pelo que pude perceber, os chilenos são fáceis de lidar”, declarou.

Claramente se imaginando como técnico da seleção chilena, La Volpe projeta seu método de trabalho e visa analisar de perto a liga local, pois os grandes astros da La Roja ele já conhece.

“Não preciso ver Alexis Sánchez, Vidal, Vargas, Medel e outras referências. Eu preciso focar na convocação dos jogadores que atuam no Everton, Católica, Colo-Colo e O’Higgins. O campeonato chileno precisa ser forte e ajudar na composição da seleção”, finalizou.