SHARE
Foto: Reprodução/Mexsport

O desembarque do América do México no Japão foi quente. O técnico Ricardo La Volpe parou para conversar com a imprensa e não garantiu que fica no comando do clube em 2017. O seu contrato é válido até o fim do ano e o argentino afirmou que a diretoria ainda não o procurou para falar sobre a renovação.

Leia Mais: Clube norte-americano muda nome e escudo para a temporada 2017
Técnico do Atlético Nacional se despede do time antes do Mundial

“Nós tivemos uma evolução dentro de campo muito grande após a minha chegada, mas ainda não resolvemos como fica o próximo ano. Em janeiro encerra o meu contrato e vamos esperar um contato da diretoria”.

Questionado se ele sonhava em renovar o contrato por mais de um ano, o argentino rechaçou a ideia e afirmou que no futebol não existe projeto de longo prazo.

“Se na Europa um contrato de três ou quatro anos não segura treinador, imagina no México, que você perde dois jogos e querem a sua demissão. Não gosto de projetos longos e me preocupo semana a semana para garantir meu emprego”, afirmou o comandante.

Contratado para ocupar a vaga deixada por Ignacio Munhoz, Ricardo La Volpe engatou uma sequencia de 14 jogos sem perder e colocou a equipe na final da Liga MX, diante do Tigres nos dias 22 e 25 de dezembro.

No Mundial de Clubes, o América do México encara o Jeonbuk Hyundai Motors, da Coreia do Sul, no próximo dia 11 de dezembro, em Osaka.