COMPARTILHAR
River-Plate-Guaraní-Copa-Libertadores-Futebol-Latino-08-08
Foto: Arte Futebol Latino

No Monumental de Núñez, o River Plate recebeu o Guaraní e após vencer o jogo de ida por 2 a 0, apenas empatou por 1 a 1 para carimbar seu passaporte na próxima fase. O gol do time argentino saiu com Lucas Alario, enquanto Marcelo Palau fez a favor dos visitantes.

Leia Mais: Lanús passa sufoco em casa, mas consegue seguir na Libertadores
Volante argentino troca o Atlético de Madrid pelo Zenit

Nas quartas de final, o time comandado por Marcelo Gallardo encara o vencedor de Atlético-MG e Jorge Wilstermann, que se enfrentam nesta quarta-feira em Belo Horizonte.


O jogo

Com uma vantagem grande a favor, o River Plate apenas administrava o resultado de maneira inteligente e não deixava o Guaraní se empolgar com a bola no pé.

Diante de tanta tranquilidade, o River só criou sua primeira oportunidade na casa dos 30 minutos em bola parada. Após cruzamento quase do meio de campo, Lucas Alario cabeceou com estilo e tirou tinta da trave paraguaia.

Em rápida jogada pelo lado direito, o time argentino novamente voltou a criar. Gonzálo Martínez cruzou e Ignácio Fernández, sem marcação, chutou para fora da entrada da pequena área.

No último lance do primeiro tempo o gol do Guaraní. Após bate rebate na entrada da grande área, a bola sobrou para Antonio Marín, que chutou cruzado e encontrou Marcelo Palau. O camisa 8 se esticou todo e mandou de cabeça para o fundo das redes.

Segundo Tempo

Em apenas 15 segundos o River Plate já criou a primeira oportunidade. Novamente Lucas Alario foi acionado, avançou com a bola e da entrada da área arriscou com muito perigo.

Com uma postura totalmente ofensiva, o Guaraní criou uma excelente chance após bicão da defesa. O camisa 10 Cristian Chávez ganhou da zaga na corrida, invadiu a grande área e quando ficou cara a cara com Lux chutou para fora.

Aos 6 minutos o empate. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou dentro da grande área do Guaraní e Lucas Alario mandou para o fundo do gol, 1 a 1.

Após o gol, o time da casa voltou a ter controle do meio de campo e acabou com o ímpeto do rival. Aos 23 minutos Gonzalo Martínez recebeu na grande área, bateu com estilo, mas mandou por cima do gol defendido pelo goleiro Aguilar.

Melhor em campo o River Plate continuava em cima e quase conseguiu a virada com Ignacio Scocco. O camisa 11 bateu falta da entrada da área e tirou tinta da trave.

Nos minutos finais da partida o jogo ficou preso nos pés do River Plate e o Guaraní pouco conseguiu fazer para marcar o gol e voltar a sonhar com a possibilidade de classificação.