Foto: Divulgação San Lorenzo

No Nuevo Gasómetro, o San Lorenzo quebrou o jejum de vitórias no ano e derrotou o Junior Barranquilla pela vantagem mínima. Com o placar, o Ciclón fica na vice-liderança da chave F, com quatro pontos. O Tiburón é o lanterna, sem nenhum ponto.

Leia Mais: Haedo faz dois, Cerro Porteño bate Zamora e segue 100% na Libertadores
Conmebol aprova a Copa América 2020 na Argentina e Colômbia

Na próxima rodada, o San Lorenzo encara o Palmeiras, na Argentina. Já o Barranquilla mede forças com o Melgar.

O jogo

O começo de jogo foi marcado pelo ímpeto do Junior Barranquilla no ataque. Mesmo fora de casa, o time colombiano tentava impor seu ritmo de jogo, mas não chegava à área de Monetti. A única chance clara veio com Narváez, que soltou a bomba de fora da área e o goleiro pegou em dois tempos.

Por outro lado, o San Lorenzo demonstrava tensão quando tinha a posse de bola. Devido a má fase, os jogadores não conseguiam desenvolver seu futebol com calma e na oportunidade mais clara, Rentenría adiantou a bola na pequena área e Viera defendeu.

Nos minutos finais o lance que mudou o jogo. Após a zaga do San Lorenzo afastar a bola da área, Gabriel Fuentes foi proteger a bola e acertou uma cotovelada no defensor argentino. O árbitro viu o lance e expulsou o lateral-esquerdo, que deixou o Barranquilla com um a menos.

Na etapa final a postura do San Lorenzo foi mais ofensiva. Jorge Almirón avançou a equipe dentro de campo e tentava encurralar o Tiburón.

Diante da pressão, o Barranquilla explorava os espaços que o Ciclón deixava e por muito pouco não abriu o placar. Após troca de passes, Hinestroza ficou sozinho na pequena área, mas o preciosismo falou mais alto e acabou bloqueado pela zaga.

Ao melhor estilo ‘quem não faz toma’, o San Lorenzo acertou uma linda troca de passes, que teve Reniero deixando Martínez na entrada da área. o camisa 18 deixou o marcador no chão e fuzilou, 1 a 0.

Com a desvantagem, o Barranquilla saiu da defesa, mas não conseguia levar perigo a Monetti. Além disso, o espaço na defesa era gigantesco e quase tomou o segundo. Nicolás Blandi saiu na cara do goleiro e Viera salvou.