SHARE
Foto: AFP

*Alex Dias de Souza

A torcida argentina estava desacreditada, nesta terça-feira, o estádio Nuevo Gasómetro, que costuma lotar em jogos de Libertadores, estava com vários lugares vazios.

Leia mais: San Lorenzo empata com o Universidad Católica e segue sem vencer na Libertadores
Goleiro da Universidad Católica prevê dificuldades diante do San Lorenzo

Além de fazer uma campanha ruim no torneio continental, o San Lorenzo está em má fase no Campeonato Argentino, onde perdeu três dos últimos quatro jogos. E muitos torcedores, desanimados com a campanha ruim não viram a vitória do time por 2 a 1 diante da Universidad Católica nesta noite.

Jogando pela vida na Libertadores, o Ciclón precisava da vitória já que tinha apenas um ponto conquistado em três rodadas. E foi com muita luta e sufoco, que o time se reabilitou no torneio.
Com o triunfo, o San Lorenzo encosta no chilenos, que momentaneamente permanecem na segunda colocação do grupo com cinco pontos conquistados.

O jogo

No início do jogo, a Universidad Católica começou melhor. Criou jogadas de perigo e aos 6 minutos, obrigou o goleiro Navarro a fazer uma boa defesa após cobrança de falta de Noir pela esquerda.

O San Lorenzo tentava reagir, mas a falta de pontaria atrapalhou o time nos minutos iniciais. Somente aos 25 minutos veio o lance mais perigoso dos donos da casa. Na jogada, Belluschi tentou dominar a bola na entrada da área, na sequência perdeu a bola, e viu Mussis recuperar e devolver para o meia, que encheu o pé direito, e mandouno travessão do goleiro Toselli.

Os argentinos conseguiram segurar a pressão dos visitantes e começaram a dominar o jogo. Em uma jogada de ataque rápido, Botta foi lançado pela direita, deu um lindo drible e soltou o pé, mas bola foi desviada e foi para fora.

Na sequência, após a cobrança de escanteio saiu o primeiro gol do jogo. Pelo lado direito, Belluschi cruzou para Angeleri que desviou, e deixou Caruzzo livre pelo lado esquerdo para marcar um golaço de voleio  para abrir o placar.

No final da primeira etapa, o San Lorenzo dominou completamente o Universidad Católica, que já não conseguia mais se impor no jogo e foi para o intervalo com a derrota.

Segundo tempo

Na etapa final,  a Universidad Católica pressionou o San Lorenzo logo nos primeiros muitos em busca do gol de empate. Logo com 1 minuto, Buonanotte cobrou escanteio pela esquerda e Kuscevic cabeceou firme, mas mandou para fora a chance de empate.

Os donos da casa responderam logo em seguida. No lance, Botta aproveitou o rebote de um chute pela esquerda, e mandou bola  muito perto do travessão de Toselli depois de finalizar com a perna canhota.

O jogo estava emocionante e movimentado. Aos 7 minutos, Noir arriscou uma finalização de fora da área, em seguida, a bola chegou com pouca velocidade, mas levou perigo ao gol de Navarrao que fez uma excelente defesa.

Aos 18, Botta recebeu pela direita, cruzou, e Caruzzo testou para baixo, mas Toselli caiu e fez uma bela defesa.

Assim como no jogo de ida no Chile, o San Lorenzo perdeu muitas oportunidades e foi punido com o gol de empate. Em uma bela jogada de contra-ataque pela direita, Cordero  tabelou com Gutiérrez, recebeu de volta na direita, se livrou da marcação, e chutou colocado, com a perna esquerda, para marcar um belíssimo gol.

Com um jogador a mais, o San Lorenzo buscou o resultado até o fim e marcou o gol da vitória aos 40 minutos. Na jogada, Ortigoza, que tinha acabado de entrar no jogo, encontroua Merlini  dentro da área, que cruzou na medida para  Barrios subir,  testar para o gol e manter viva a chance de classificação dos argentinos.

  • Fernandel Walker

    Foi bom pro Flamengo, mas vai ficar melhor ainda com uma vitória sobre o Furacão. Vamos a 9 pts e deixamós eles se comerem lá embaixo.