SHARE
Foto: Facebook San Lorenzo

A noite da última quarta-feira foi mágica para o torcedor do San Lorenzo. Após um começo muito difícil na Libertadores com duas derrotas e um empate, a equipe comandada por Diego Aguirre conseguiu reagir e venceu os três jogos que restavam. Resultado: Vaga no mata-mata do torneio continental.

Leia Mais: Análise FL: A Conmebol é a vergonha do futebol na América do SulMídia argentina aponta nomes que perderão e que ganharão espaço na seleção de Sampaoli

A classificação tirou uma verdadeira zica que rondava os muros do Nuevo Gasómetro. Desde o título de 2014, o time do Papa Francisco não conseguia passar de fase no maior torneio de clubes da América.

Em 2015, quando defendia o título, caiu no grupo da morte ao lado de Corinthians, São Paulo e Danubio. Em seis jogos apenas duas vitórias. Na última rodada da chave, o time comandado por Edgardo Bauza precisava vencer o Danubio dentro de casa, mas foi derrotado.

No ano passado, o San Lorenzo novamente caiu em uma chave complicada ao lado de LDU, Grêmio e Toluca. A campanha foi vexatória e os comandados de Pablo Guede saíram do torneio depois de perder dois jogos, empatar quatro e sem ganhar nenhum confronto.

Agora, a esperança da torcida é que os jogadores se recordem de 2014, quando o time teve um início muito complicado e passou de fase na bacia das almas após vencer o Botafogo. O fim desse filme foi o título em cima do Nacional, do Paraguai.