jogador-boliviano-se-diz-arrependido-por-usar-documentos-do-irmao-Futebol-Latino-04-02
Foto: Reprodução/Facebook

Depois de imensa repercussão que acabou tomando o caso de Sánchez Gómez se beneficiando com o uso dos documentos de seu irmão no futebol boliviano, o atleta que já não faz mais parte do plantel do San José deu sua primeira entrevista sobre o assunto.

Leia mais: Yotún é punido por técnico após expulsão na Liga MX
Gol de Cristaldo gera polêmica no futebol argentino

Em imagens feitas pelo programa Ciudad Deporte, o atleta de 24 anos de idade teve constantemente a postura de demonstrar os sentimentos de arrependimento e pedidos de desculpas a todos os envolvidos na fraude:

“Estou mal por tudo o que aconteceu, muito arrependido. Peço desculpas ao professor (Eduardo) Villegas, ao professor (Nestor) Clausen pela falta que cometi. A vontade de jogar na divisão profissional me fez cometer isso. Venho de uma família humilde e tinha o sonho de tirar minha família desse lugar, só pensava em jogar.”

Entenda a situação

Em entrevista dada pelo presidente do San José, Wilson Martínez, o mandatário informou que o clube recebeu uma ligação horas antes do jogo frente ao Blooming no último dia 27 de janeiro informando que Sánchez Gómez havia fornecido documentos falsos ao clube para ser aceito como atleta sub-20.

Ao confrontar o atleta, inicialmente o mesmo chegou a manter a sua versão da história. Todavia, posteriormente o jogador que na verdade tem 24 anos de idade fez uma “confissão” ao técnico do San José, Nestor Clausen, falando sobre ter usado a identidade de seu irmão, Ángel Alejandro Sánchez Gómez.

Além do time de Oruro, o atleta se valeu da fraude para atuar na equipe de Aspirantes do Universitario de Sucre.