COMPARTILHE
Barcelona-de-Guaiaquil-Santos-Copa-Libertadores-Futebol-Latino-13-09
Foto: Arte Futebol Latino

*Por Alex Dias – Colaborador do Futebol Latino

Nesta quarta-feira, em Guayaquil, no Equador, no jogo de ida, o Barcenola não teve a mesma sorte como no jogo contra o Palmeiras, mas mesmo assim empatou o duelo e evitou a derrota dentro de casa diante do Santos: 1 a 1, gol de Bruno Henrique, logo nos primeiros segundos da segunda etapa e Álvez aos 35 minutos.

Leia Mais: Botafogo não faz valer fator casa e empata com o Grêmio no Rio de Janeiro
Blandi brilha e San Lorenzo abre vantagem contra Lanús

Com o resultado, o time paulista segue como único time invicto do torneio e precisa apenas de um empate sem gols para avançar para as semifinais da Copa Libertadores.

O jogo

No início do jogo, o Santos tentou encontrar espaços, mas o time da Vila Belmiro parou na boa marcação do Barcelona, que estava bem fechado no início da partida.

Aos 6 minutos, o goleiro Vanderlei mostrou porque vem sendo o principal destaque do time. No lance, David Braz errou o tempo da bola, que sobrou para Jonatan Álvez na pequena área. Sozinho, o atacante fuzilou e o goleiro santista com uma mão, fez um milagre para salvar o peixe de sofrer o primeiro gol.

O Barcelona estava melhor no início da partida. Os donos da casa apareciam mais no ataque e criavam boas chances de gol contra o Santos, que já não dava trabalho para o goleiro Banguera.

A melhor chance do peixe aconteceu aos 16 minutos, quando o time armou um contra-ataque rápido com Zeca. Na jogada, o lateral avançou para o campo de ataque e tentou dar o passe para Ricardo Oliveira na área, mas na sequência Arreaga cortou a bola para escanteio.

No decorrer da primeira etapa, após sofrer grande pressão no início, o Santos tentou colocar a bola no chão para trabalhar com mais calma. A segunda boa chance aconteceu quando Lucas Lima cruzou na medida para Bruno Henrique, que ganhou no alto, mas mandou a bola direto nas mãos de Banguera, que não teve trabalho.

Apesar de ter sofrido uma grande pressão no início, o Santos trabalhava bem sem a bola e melhorou no decorrer do primeiro tempo, fazendo com que o jogo terminasse com um empate justo por 0 a 0.

Segundo tempo

Segundos depois de a bola rolar, Lucas Lima sofreu uma falta muito dura de Beder Caicedo. Na cobrança, o próprio camisa 10 cobrou a falta na área, para David Braz escorar para Ricardo Oliveira, que devolveu para o zagueiro, que de cabeça, colocou Bruno Henrique na cara do gol para abrir o placar logo nos primeiros segundos de jogo.

O Barcelona tentou adiantar a sua marcação após o jogo, porém, o time de Guayaquil não conseguia repetir as boas jogadas da primeira etapa.

Aos 18, o lance que deixou a torcida santista preocupada para os próximos compromissos do time. Naquele momento, Lucas Lima, um dos principais destaques da equipe, ficou caído no gramado. Com a mão na coxa esquerda, na sequência, o meia recebeu atendimento médico e precisou ser substituído por Jean Mota.

Mesmo sem o seu camisa 10, o Santos conseguia criar algumas jogadas com um certo perigo para o time mandante. Aos 21, Bruno Henrique fez fila, passou por todo mundo na esquerda, e tentou tocar para Zeca atrás, mas na jogada a zaga do Barcelona estava esperta e chegou mais rápido para afastar.

Com a saída de Lucas Lima, e o cansaço dos jogadores, o Santos não conseguia mais encaixar os bons contra-ataques. Com isso o Barcelona cresceu no jogo e aos 35 minutos igualou o marcador com Álvez, que aproveitou o cruzamento da direita e se antecipou a marcação para empatar o jogo.

No decorrer da partida, o Barcelona cresceu no jogo, que parecia controlado pelo Santos. Aos 41, quase veio a virada dos equatorianos. Na jogada, Castillo se antecipou após receber cruzamento na pequena área e, cara a cara com Vanderlei, finalizou e foi parado pelo goleiro, que fez outra defesaça para salvar o Santos.

O desgaste dos santista era nítido, mas mesmo assim o time teve uma boa atuação na defesa e segurou a pressão dos donos da casa. Na próxima quarta-feira, acontecerá a decisão na Vila Belmiro.