Foto: AFP

*Por Mônica Alvernaz

A priori, a final da Libertadores está definida entre os times argentinos River Plate e Boca Juniors. No entanto, uma solicitação do Grêmio para revisão do resultado da partida pode mudar isto, já que o técnico Marcelo Gallardo descumpriu uma suspensão durante a semifinal.

Leia mais: Maradona faz história no México e classifica equipe para o mata-mata
Conmebol divulga escala de arbitragem para a final da Libertadores

Em sua conta oficial no Twitter, Chilavert disparou uma série de críticas a Conmebol, que até o momento não decidiu sobre a revisão de resultado. “Os regulamentos estão aí para serem cumpridos e respeitados. A Conmebol não pode sempre ajudar seus amigos. Por um futebol limpo na América do Sul”.

Sem economizar nas palavras, o ex-goleiro paraguaio ainda falou diretamente sobre Alejandro Domínguez, presidente da Confederação Sul-Americana. “Agora as pessoas do futebol sabem que o presidente da Conmebol é um grande incompetente, fracassado e um homem que matou a Copa Libertadores”.

De mesma nacionalidade que Domínguez, Chilavert foi além nas críticas ao presidente da Conmebol, citando comportamento dele enquanto ainda estava no Paraguai. “Todas as suas empresas quebraram no Paraguai e ele virou milionário com a Associação Paraguaia de Futebol e a Conmebol. A corrupção mata o futebol. É uma pena”.

Vale lembrar que, caso a decisão da Conmebol seja pela punição ao River Plate, o Grêmio assume o lugar da equipe argentina na grande final da Libertadores. Alheio à confusão está o Boca, que tem sua vaga assegurada após ter eliminado o Palmeiras na semifinal.

Confira abaixo os tweets de Chilavert na íntegra sobre a polêmica.

Reprodução: Twitter Chilavert