SHARE
Foto: Tenfield S.A

Após uma campanha fraca no Clausura Uruguaio, o técnico Martín Lasarte se reuniu com a diretoria do Nacional e tomaram a decisão em conjunto pela troca do comando técnico no clube.

Leia Mais: Peñarol decide Campeonato Uruguaio contra o Defensor
Arce revela proposta do futebol paraguaio e explica saída da seleção paraguaia

Nesta terça-feira, o comandante apareceu ao Gran Parque Central e concedeu uma entrevista coletiva para agradecer os jogadores e torcedores que o apoiaram ao longo da sua passagem por uma das equipes mais tradicionais do futebol sul-americano.

“Considero uma trajetória positiva aqui dentro do Nacional. Nenhuma outra equipe do futebol uruguaio disputou tantos títulos como nós. O único problema foi o azar que tivemos na reta final dos torneios, como, por exemplo, no Apertura, onde perdemos o troféu para o Defensor por ficar com um ponto a menos. Esse segundo semestre foi muito negativo e ficamos muito atrás do nosso maior rival”.

“Alguns jogadores mandaram mensagens e agradeceram o tempo que trabalhamos juntos. Amanhã vou me encontrar com alguns atletas e vamos nos despedir. Agradeço a torcida que sempre me apoiou e fico na torcida para que 2018 seja diferente”, completou.

Para se ter uma ideia do semestre ruim do Nacional na temporada, o time conquistou 29 pontos em 15 jogos, 13 a menos que o Peñarol, campeão com 42.

Com a saída de Laserte, o grande favorito para assumir o Nacional é Alexander Medina, que comanda o Nacional B, na terceira divisão do futebol uruguaio.