Foto: Juan Mabromata/AFP

Em Salvador, o Brasil novamente decepcionou e não passou de um empate sem gols com a Venezuela. Destaque para o VAR, que anulou dois gols brasileiros. O resultado deixa a Seleção Brasileira com quatro pontos. Enquanto isso, a Vinotinto está com dois.

Na rodada final, o Brasil encara o Peru, em Itaquera. A Venezuela mede forças com a Bolívia. Os dois jogos acontecem no sábado.

O confronto

O primeiro tempo começou com o Brasil em cima da Venezuela. O lado esquerdo, com David Neres, era o mais perigoso e por muito pouco não abriu o placar em chute da entrada da grande área. Richarlyson teve a sua chance, mas parou em defesa de Fariñez.

Tímida no ataque, a Venezuela pouco chegava, porém, quando apareceu assustou com Rondón. No levantamento da direita, o atacante ganhou de Marquinho e triscou o poste.

Nos minutos finais o Brasil até tentou pressionar a Vinotinto, o problema é que a marcação rival era implacável e os comandados de Tite não conseguiram furar o sistema defensivo.

No segundo tempo Tite mexeu. Colocou Gabriel Jesus no lugar de Richaryson e o time empolgou. Com poucos minutos em campo, o ex-atacante do Palmeiras abriu o placar. Após passe de Firmino, o camisa 9 empurrou para o fundo do gol. Porém, o VAR entrou em ação e anulou o tento brasileiro devido o impedimento de Roberto Firmino no começo da jogada.

Sem inspiração, a Seleção Brasileira não conseguia envolver a Venezuela e Tite promoveu a entrada de Everton. Com velocidade, o jogador do Grêmio deixou o jogo mais animado e levantou a torcida na Arena Fonte Nova.

Perto dos 45 minutos, o Brasil teve mais um gol anulado. Em jogada de Everton, o atleta invadiu a área e bateu para o meio da área. Fariñez desviou e Coutinho bateu de primeira. A bola desviou em Firmino, impedido, e morreu no fundo da rede. O VAR novamente apareceu e invalidou o tento.