COMPARTILHE
Arsenal-Sarandí-Juan-Aurich-Copa-Sul-Americana-Futebol-Latino-11-05
Foto: Arte Futebol Latino

Além de ter vencido bem fora de casa, o Arsenal de Sarandí não “deu sopa para o azar” e, diante do Juan Aurich no Estádio Humberto Grondona, fez a sua parte com um impiedoso placar de 6 a 1 e avançar a próxima fase da Copa Sul-Americana.

Leia mais: Universidad de Chile pode construir estádio fora de Santiago
Torcida do Santiago Wanderers ataca carro de presidente do clube

O início de partida não teve muita emoção graças a alguns erros de passe em ambos os sistema de criação, mas uma falha da defensiva peruana ajudou bastante o Arsenal a abrir o marcador.

Aos 11 minutos, dois jogadores do Aurich se chocaram no ar e possibilitaram o contra-ataque do clube de Sarandí que, na velocidade, encontrou a infiltração em liberdade de Sánchez Sotelo. O atacante, com firmeza, bateu de perna esquerda, cruzado, vencendo o arqueiro Jesús Cisneros.

O gol deu um pouco mais de ação e precisão aos donos da casa, que começaram a comandar a posse de bola sem ser muito incomodada pela frágil e desorganizada marcação do adversário. Como consequência desse domínio, pouco antes do final do primeiro tempo, o segundo tento no confronto dos argentinos aconteceu.

Com 44 minutos, o lateral-direito Sergio Velázquez avançou com muita velocidade e, depois de se livrar da marcação, apenas tocou em diagonal para que Sánchez Sotelo, mais uma vez, finalizasse com precisão. 2 a 0 Arsenal de Sarandí.

Mal a etapa complementar havia começado e, em oito minutos, Franco Bellocq e Jonathan Bottinelli aumentaram ainda mais a agonia do Juan Aurich, que teve apenas um fiapo de esperança perante a uma improvável qualificação com o tento de Enzo Borges, aos nove.

Porém, aos 25 minutos, Juan Brunetta, em uma bela cobrança de falta, tratou de eliminar qualquer possibilidade fazendo o quinto do Arsenal. Para fechar o massacre, aos 33, o lateral-esquerdo Claudio Corvalán foi tentar fazer um cruzamento e, com o efeito da bola, acabou encobrindo o arqueiro Cisneros.