diagnostico-europeu-sobre-lesao-de-james-rodriguez-difere-da-selecao-Futebol-Latino-07-07
Foto: Fabrice Coffrini/AFP

Mesmo com um bom desempenho na Copa do Mundo ao lado da seleção da Colômbia abreviada com uma lesão no pé direito, o meia James Rodríguez trata de sua contusão em um momento onde pouco se pode afirmar com segurança qual será seu futuro no futebol europeu.

Leia mais: Dupla brasileira vibra com grande classificação na Copa do Imperador
Al-Batin apresenta volante brasileiro destaque em “Derby Campineiro”

Atualmente emprestado pelo Real Madrid ao Bayern de Munique, a princípio sua aquisição em definitivo pelos bávaros não seria improvável principalmente pelas consistentes atuações do latino em 2017/2018.

Porém, a mudança no comando técnico com a aposentadoria de Jupp Heynckes e a chegada de Niko Kovac não deram muitos indícios até aqui de que o atleta já começa o novo tão prestigiado quanto esteve nos últimos compromissos com o Bayern.

A possibilidade de retorno a Madri, veiculada até mesmo muito antes da certeza de que o técnico francês Zinedine Zidane (técnico com o qual James teve declaradas diferenças) sairia do clube merengue, não parece mais clara como em outros tempos onde se entendia apenas a estadia de Zidane como impedimento para sua volta.

Enquanto o periódico espanhol Marca afirma que o atleta colombiano de 27 anos de idade tem vontade de jogar novamente no Real Madrid, o portal sul-americano Pasión Fútbol alertou para o fato de que o novo treinador espanhol Julen Lopetegui não tem tanta convicção na sua utilização.