COMPARTILHAR
apontam-uma-arma-para-messi-chamada-copa-do-mundo-Futebol-Latino-25-03
Foto: AP

Consagrado no Barcelona, Lionel Messi possivelmente irá disputar sua última Copa do Mundo na Rússia. Com 30 anos, o camisa 10 não deve chegar em grande nível para 2022 e por isso, a participação da Argentina é cercada de expectativa.

Leia Mais: Relembre as últimas estreias de Grêmio e Inter no Brasileirão
Goleiro do Corinthians aponta ex-Boca Juniors como seu ídolo

Ciente que La Pulga pode encerrar a carreira sem este troféu, o presidente da AFA, Claudio Tapia, pede calma da imprensa local para não pressionar o astro. Durante uma entrevista, o homem forte do futebol argentino, deixou claro que os companheiros precisam ajudar Messi dentro de campo.

“Temos o melhor jogador do mundo, mas temos que ajudá-lo, sozinho ele não pode ganhar”, ressaltou o dirigente.

“Ele é muito maduro, e vê-lo jogar é um privilégio. Ele é o número um, tem a ambição e a necessidade de vencer esta Copa do Mundo.”

Apesar do sonho albiceleste, Tapia é consciente e sabe que a Argentina teve uma classificação difícil com três técnicos diferentes ao longo das Eliminatórias.

“Somos a única equipe que teve três treinadores e conseguiu chegar à Copa do Mundo. As outras equipes vêm em preparação por quatro anos”, analisa.

A Argentina estreia na Copa do Mundo dia 16 de junho, diante da Islândia, em Moscou.